app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Nacional

Mar� alta encobre caminh�o no MA

Sílvia Freire Daniele Siqueira Kamila Fernandes Folhapress A maré alta - comum nesta época do ano no litoral do Maranhão - encobriu um caminhão na madrugada de ontem, na praia de São Marcos, próxima ao centro de São Luís (MA). O caminhão foi usado

Por | Edição do dia 03/03/2006 - Matéria atualizada em 03/03/2006 às 00h00

Sílvia Freire Daniele Siqueira Kamila Fernandes Folhapress A maré alta - comum nesta época do ano no litoral do Maranhão - encobriu um caminhão na madrugada de ontem, na praia de São Marcos, próxima ao centro de São Luís (MA). O caminhão foi usado para ajudar a remover um carro de passeio que havia atolado na praia, mas também acabou atolando. O carro conseguiu ser retirado. Segundo o Corpo de Bombeiros, o dono do carro quebrou a perna ao rebocar o carro. Em Belém, a combinação de chuva forte e maré alta - fenômeno também comum nesta época do ano - provocou estragos nas praias fluviais dos distritos de Mosqueiro e Outeiro. Segundo a Defesa Civil, ondas com cerca de quatro metros de altura atingiram barracas de comerciantes e destruíram um muro de arrimo. Como o fenômeno deve se repetir nos próximos dias, a prefeitura está retirando da orla árvores que podem cair. No distrito de Icoaraci, a dona de casa Edna Gomes da Silva, 48, morreu afogada anteontem. De acordo com a polícia, testemunhas disseram que Silva, alcoolizada, voltava para casa após acompanhar um bloco de carnaval, quando caiu e foi arrastada pela correnteza de uma vala de águas pluviais. Na periferia de Fortaleza, a maré alta causou o desabamento de oito barracos de madeira na praia do Pirambu, anteontem pela manhã. O mar chegou a 3,2 metros acima do nível normal. Ontem, a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme) previa nova maré alta, com até 3 metros de altura, mas, segundo a Defesa Civil do Estado, não houve novos estragos. Segundo o coordenador da Defesa Civil, coronel Murilo Lobo de Queiroz, famílias que vivem na área foram avisadas dos riscos. Em Recife, a Defesa Civil também estava em alerta ontem para o risco da maré alta. Os moradores de áreas alagadas são os mais vulneráveis à subida da maré. A previsão é de que a maré atingisse 2,4 metros no início da noite.

Mais matérias
desta edição