app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Opinião

Convoca��o de todos

Dom JOSÉ CARLOS MELO-CM* Convencido, pois, por tão salutares exortações e ensinamentos divinos, não posso deixar de convocar todos os meus diocesanos, - presbíteros, diáconos, religiosos, religiosas, seminaristas e todos os leigos, - para que, firmes na

Por | Edição do dia 15/09/2002 - Matéria atualizada em 15/09/2002 às 00h00

Dom JOSÉ CARLOS MELO-CM* Convencido, pois, por tão salutares exortações e ensinamentos divinos, não posso deixar de convocar todos os meus diocesanos, - presbíteros, diáconos, religiosos, religiosas, seminaristas e todos os leigos, - para que, firmes na fé, trabalhemos, unidos na esperança, que não decepciona (Rn 5,5), pela construção do Reino de Deus na nossa Arquidiocese. Exigências: A unidade é mui facilmente rompida e, com muita dificuldade, é refeita. Para tanto, precisamos de muito trabalho, de muita renúncia pessoal e de muito espírito de fé, como também de boa vontade para seguir a luz do Evangelho. Arregacemos todos as mangas, esqueçamos mágoas do passado e, com olhos fitos no ideal evangélico,no cumprimento de nossa missão, dediquemo-nos, com denodo, a uma convivência na unidade, realizando o pedido de Jesus Cristo, “que todos sejam um” (ut unumsint – Jo 17, 11). Construtores da Unidade: Convido, pois, todos os meus diocesanos a serem construtores da unidade. Na Igreja constatamos a diversidade e a variedade de dons, funções e serviços, que são riqueza e graças do Espírito Santo. E é o mesmo Espírito que promove e realiza a admirável obra da unidade, valendo-se de nossa colaboração. Auxiliados e conduzidos por esse Espírito divino, sejamos os construtores da unidade na nossa Arquidiocese. Unidade e Comunhão Problemas e Desafios e Conjugação de Alguns Elementos: Na situação histórica em que vivemos, com toda variedade de problemas e desafios, esta tarefa supõe a conjugação de alguns elementos indispensáveis à edificação e difusão do Reino de Cristo entre nós. Supõe outrossim que superemos barreiras e lutemos unidos na fé e na caridade evangélica, para construir a unidade e a comunhão. Ação do  Espírito Santo  – Concretamente, acreditemos na ação  do Espírito  Santo, que  move os corações, e no poder da Palavra  de Deus, que  nos ungiu e nos enviou:“na tua palavra, Senhor, lançarei as redes!” (in  verbo tuo, Domine, laxabo rete! – Lc 5,5). Neste sentido, reunamos e conjuguemos todos os esforços e a boa vontade de cada um. Nada disso será alcançado, porém, se não nos decidirmos a superar todas as formas de egoísmo e individualismo. Só assim poderemos, como, aliás, devemos, reconstruir o que a ação do tempo e do relaxamento destruiu e danificou. Neste sentido, procuremos reunir o que está disperso e à margem do caminho e da ação de conjunto. (*) É arcebispo de Maceió.

Mais matérias
desta edição