app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Opinião

O PAL�CIO DO CAMPO DAS PRINCESAS

A convite do meu filho Luiz Alberto, passei alguns dias em Recife, onde ele mora, e dirigi um fundo financeiro. Enquanto ele desenvolvia o seu mister junto ao empresariado local, eu visitava o Instituto Ricardo Brennand, no bairro de São João da Várzea. A

Por | Edição do dia 02/02/2013 - Matéria atualizada em 02/02/2013 às 00h00

A convite do meu filho Luiz Alberto, passei alguns dias em Recife, onde ele mora, e dirigi um fundo financeiro. Enquanto ele desenvolvia o seu mister junto ao empresariado local, eu visitava o Instituto Ricardo Brennand, no bairro de São João da Várzea. Apreciei rica coleção de pinturas, armaria, tapeçaria, escultura, mobiliário. Curti as amostras Franz Post e o Brasil Holandês; O Julgamento de Fouquet e Paisagens brasileiras do Século XIX, na Pinacoteca. No Museu Castelo São Jorge, um rico acervo de armas brancas, peças brasileiras e importadas. No dia seguinte na grandiosa oficina do seu tio Francisco Brennand, me deleitei com desenhos, pinturas, arte, cerâmica, revestimentos. À noite, frequentamos alguns restaurantes. Entre eles, o E (moringa de barro quebrada em ritual diante do cliente, onde se escondia delicioso carneiro). Revi, prazerosamente, o Restaurante Leite, 142 anos de história, o mais antigo do Brasil. Com o som do tradicional piano, curtimos delicioso bacalhau acompanhado de um bom vinho. É muito agradável rever o Recife navegando seus rios. Zarpamos do cais próximo ao Forte de São Tiago das Cinco Pontas, construído pelos holandeses, e nos deparamos com o Parque das Esculturas de autoria do escultor Francisco Brennand sobre os arrecifes em frente ao famoso Marco Zero, onde foi fundada a tradicional cidade do Recife. Símbolos de sensualidade, várias partes anatômicas do corpo humano são motivos de seus estudos. Daí, fomos ao encontro do Capibaribe o maior rio pernambucano que faz confluência com o Beberibe, antes de desaguar serenamente no Oceano Atlântico. O centro da cidade é um belo cenário de rios e pontes ornados pelo rico casario colonial que abriga o Ginásio Pernambucano, em estilo toscano; a Assembleia Legislativa, com suas colunas romanas; o casarão onde residiu o Conde da Boa Vista. Destacamos ainda o Palácio da Justiça; o Teatro Santa Izabel, em homenagem à princesa Izabel (segundo Joaquim Nabuco, nesse teatro se ganhou a causa da abolição da escravatura no Brasil, referindo-se aos seus inflamados discursos e eventos ali realizados), e o imponente Palácio do Governo, conhecido como Palácio do Campo das Princesas, em homenagem às filhas do imperador d. Pedro II, onde se hospedaram em companhia da imperatriz dona Cristina de Bourbon.

Mais matérias
desta edição