app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Opinião

PENSAMENTO E VIDA

A notícia explodiu como uma bomba pelo mundo inteiro: o papa Bento 16 vai renunciar no próximo dia 28 de fevereiro a chefia suprema da Igreja Católica. Por que? Quais os motivos que o levariam a tomar tal atitude, a essa importante decisão? Particularment

Por | Edição do dia 17/02/2013 - Matéria atualizada em 17/02/2013 às 00h00

A notícia explodiu como uma bomba pelo mundo inteiro: o papa Bento 16 vai renunciar no próximo dia 28 de fevereiro a chefia suprema da Igreja Católica. Por que? Quais os motivos que o levariam a tomar tal atitude, a essa importante decisão? Particularmente, aceito e acredito que tomou essa atitude corajosa, surpreendente, com a finalidade de viver em plenitude, já no ocaso de sua vida. Cada ser humano é único, os seus pensamentos, suas reações emocionais e as respostas do seu organismo com reações do sistema imunológico a todas as emoções. O santo padre, com seu temperamento fechado, deve ter refletido muito e, no silêncio da noite, já com seus 84 anos, notou provavelmente que já não tinha o dinamismo físico e a tranquilidade espiritual para enfrentar todos os obstáculos surgidos da própria Igreja Católica e do mundo repleto de conflitos e confrontos. As opiniões divergem entre os homens, entre os governantes de vários países e ele, como chefe supremo da Igreja Católica, sofre pressões de todos os lados, inclusive de seus aliados. E o organismo baqueia. E a mente sofre. Suas defesas caem e ele sente-se fraco, debilitado. E, então, preferiu a paz, a tranquilidade e a tudo renunciou pelo silêncio e por sua felicidade. Acredito que foi essa a causa da renúncia. Atitude interior de cada pessoa é que formata a sua vivência e o seu bem estar. O universo sopra o tempo todo em nossa vida, criando tempos dourados com sorrisos e alegrias e tempos cinzentos com tristeza e até depressão. Espero que sua santidade tenha, realmente, feito uma boa escolha. Eu acredito que a maior escolha Deus deixa sempre para nós. Que Bento 16 viva bem a sua vida na paz. Faço minhas as palavras do saudoso cantor Gonzaguinha: “Sempre desejada por mais que esteja errada/ninguém quer a morte/só saúde e sorte”. Que o Cristo, seu grande amigo, continue ao seu lado Bento 16, e na caminhada da vida, na tranquilidade que lhe espera, continue sendo o mensageiro da paz. A felicidade como é tradição, não depende de poder nem daquilo que temos, mas daquilo que somos. A propósito disse o beatle John Lenon: “Eu estive em todos os lugares e só me encontrei em mim mesmo”. Meu caro Bento 16. A vida não desmoronou para a sua santidade. A vida segue o seu caminho. O tempo não para.

Mais matérias
desta edição