app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Opinião

A P�SCOA NOSSA DE CADA DIA

Segundo antiga etimologia bíblica, a palavra “páscoa” significa “passagem”; e são quatro. Primeiramente, a Páscoa do Senhor, Deus de Israel: na noite em que feriu os primogênitos do Egito, “Ele passou” adiante, poupando os primogênitos dos israelitas: “É

Por | Edição do dia 07/04/2013 - Matéria atualizada em 07/04/2013 às 00h00

Segundo antiga etimologia bíblica, a palavra “páscoa” significa “passagem”; e são quatro. Primeiramente, a Páscoa do Senhor, Deus de Israel: na noite em que feriu os primogênitos do Egito, “Ele passou” adiante, poupando os primogênitos dos israelitas: “É a Páscoa do Senhor. Naquela noite, passarei pela terra do Egito...” (Ex 12,11-13). A passagem do Senhor significou salvação, libertação, vida e alegria para o povo. A segunda páscoa é a Páscoa de Israel: sustentado pelo braço forte do seu Deus, o povo deixou o Egito e, atravessando o mar e o deserto, “passou” da dureza da escravidão para a liberdade: “Este dia será para vós um memorial, e o celebrareis como uma festa para o Senhor; nas vossas gerações a festejareis, é um decreto perpétuo” (Ex 12,14). A terceira é a Páscoa de Cristo Jesus, que realiza e cumpre a Páscoa de Israel: “Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a Sua hora de ‘passar’ deste mundo para o Pai, tendo amado os Seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13,1). Jesus faz Sua Páscoa passando desta vida limitada e mortal para a plenitude da Vida do Pai, a Vida plena e eterna. A morte, que era como uma caverna escura e sem saída, tornou-se apenas um túnel: Jesus entrou nela, saindo deste mundo, arrombou-lhe a parede de fundo e saiu do outro lado, na plenitude infinita do Pai. Ele ressuscitou! Sua Páscoa é causa de uma quarta Páscoa: a nossa e do mundo. Nós “passamos”; “tudo passa”... Somos essencialmente “passageiros”, somos “passantes: nascemos e vivemos em páscoa, em passagem! Para quem crê, para quem sabe que o Cristo ressuscitou, a vida é passagem, mas não para o nada, para o abismo do não ser, da morte, da falta de sentido! Passamos, é verdade, mas, como Jesus, passamos deste mundo para o Pai. E passamos com Jesus e por causa de Jesus e em Jesus, como membros do Seu corpo, que é a Igreja! Mais ainda: nós cremos e esperamos com toda esperança que, um dia, a Escritura chama “Dia do Senhor” ou “Último Dia” ou “Terceiro Dia” ou “Dia da Ressurreição”, toda a criação passará desta situação precária para a glória de Cristo. Páscoa nossa e Páscoa do mundo, fruto bendito da única e eterna Páscoa de Cristo! Então, estamos todos de páscoa, de passagem. A você, meu caro leitor, uma feliz Páscoa! Que sua Páscoa, em Cristo, permaneça para sempre e que sua vida, com idas e vindas, altos e baixos, não seja nunca um correr sem rumo, um correr para o nada, mas a corrida certa de quem caminha para a plenitude de Cristo Ressuscitado!

Mais matérias
desta edição