app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Opinião

CHEGOU O M�S DE JUNHO REPLETO DE ALEGRIA

O mês de junho é para o povo nordestino um tempo de imensa alegria. Santo Antônio com sua trezena, São João e São Pedro, são comemorados de forma bem animada. Parabenizo o prefeito Rui Palmeira por estimular o povo de Maceió para as comemorações dessas fe

Por | Edição do dia 02/06/2013 - Matéria atualizada em 02/06/2013 às 00h00

O mês de junho é para o povo nordestino um tempo de imensa alegria. Santo Antônio com sua trezena, São João e São Pedro, são comemorados de forma bem animada. Parabenizo o prefeito Rui Palmeira por estimular o povo de Maceió para as comemorações dessas festas juninas, dando-lhes alegria e felicidade. Músicas, quadrilhas, fogueiras, fogos, danças, boas comidas, tendo o milho como destaque. Já estamos no início da trezena do glorioso Santo Antônio, que nasceu em Coimbra e morreu em Arcella na Itália. É, porém, alagoano de coração, pois já recebeu a cidadania de milhares de alagoanos e alagoanas que vão vê-lo no Convento dos Capuchinhos e em muitas cidades do interior. Os que buscam o amor, o desejo de felicidade nessa caminhada terrena, sempre estão apelando para o glorioso santo, para o sucesso no amor. Recordo com saudade o Santo Antônio da minha juventude. Minha casa no Parque Gonçalves Lêdo ficava cheia. A noite de Santo Antônio continua viva na minha memória. A mesma imagem do Santo continua lá na casa de minha irmã Hely. Aqueles dias passaram, porém no meu coração a fogueira da saudade continua ardendo sempre. Nessa época sentimos falta do saudoso Edécio Lopes, que durante todo o mês de junho apresentava logo ao amanhecer, toda a beleza da música nordestina em seu famoso programa Manhãs Brasileiras. A música faz parte do festejo junino de forma destacada. E o grande Luiz Gonzaga é o sinônimo dessas festas juninas. Até hoje, depois de tantos anos falecido, suas encantadoras músicas não deixam de ser ouvidas em todas as cidades onde se comemora as festas de São João – Asa Branca, Assum Preto, Feira de Caruaru, São João na Roça e tantas outras que alegram o viver do nordestino nesses dias de junho. E o nosso baião? Saindo do Ceará, o baião começou a ganhar prestigio nacional em 1946, quando Luiz Gonzaga começou a difundi-lo pelas rádios do Rio de Janeiro. Luiz Gonzaga, no seu repouso eterno deve estar dizendo: “Acorda nordestino sofredor que junho chegou”. Inesquecível Luiz Gonzaga, peça licença a São Pedro e venha alegrar os nordestinos que estão vivendo cheios de obstáculos e caminhando tristemente à procura de uma “Cacimba Nova”, para que seu gado e seus filhos não venham morrer de fome. Desejo um mês de junho muito alegre e feliz para todos.

Mais matérias
desta edição