app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Opinião

Emendas oportunas

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou, na semana passada, as suas cinco emendas ao Orçamento Geral da União, no total de R$ 620 milhões. As emendas, que foram aprovadas por unanimidade, são baseadas em propostas do Ministério da

Por | Edição do dia 12/11/2002 - Matéria atualizada em 12/11/2002 às 00h00

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou, na semana passada, as suas cinco emendas ao Orçamento Geral da União, no total de R$ 620 milhões. As emendas, que foram aprovadas por unanimidade, são baseadas em propostas do Ministério da Justiça. O presidente da comissão, deputado Ronaldo Vasconcelos, acredita que elas dão ao novo governo a oportunidade real de tratar a sério a crise de segurança no País, que esses recursos ajudarão a viabilizar o fortalecimento do setor nos Estados e municípios. De acordo com informações da Agência Câmara, a primeira das emendas destina R$ 100 milhões para o Fundo Nacional de Segurança, a serem utilizados para o reaparelhamento das polícias estaduais e guardas municipais. Outros R$ 150 milhões poderão ser usados para compra de equipamentos necessários à intensificação do policiamento ostensivo em áreas críticas. Uma terceira emenda direciona R$ 70 milhões para a construção e aparelhamento de pelo menos uma unidade modelo para internação e reeducação de menores delinqüentes em cada Estado. Também estão previstos R$ 200 milhões a fim de que o País passe a contar com novas unidades prisionais e mais R$ 100 milhões para o reaparelhamento da Polícia Federal. O próprio presidente da mencionada comissão já admitiu, segundo, ainda, a Agência Câmara, que esse montante de recursos é pequeno se comparado aos custos da violência no Brasil, estimados em US$ 100 bilhões pela Secretaria Nacional de Segurança Pública. A população está ansiosa para que mesmo não sendo suficiente para atender plenamente as necessidades do País, que esse dinheiro chegue ao seu destino e seja aplicado de conformidade com as melhores expectativas. Especialmente nos Estados como o nosso, onde até as delegacias de polícia, como a de Atalaia, mais parecem ruínas de lugares devastados por terremotos ou guerras. Este é apenas um exemplo de uma série de problemas que precisam ser urgentemente resolvidos em relação à segurança pública.

Mais matérias
desta edição