app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Opinião

Inevit�vel escolha

Se inventassem um tratamento 100% eficaz para recuperar criminosos, você concordaria com ele? A pergunta parece óbvia, mas pode se torna capciosa se adicionarmos alguns detalhes. E se esse tratamento fizesse isso de forma imediata, sem nenhum sofrimento o

Por | Edição do dia 16/07/2015 - Matéria atualizada em 16/07/2015 às 00h00

Se inventassem um tratamento 100% eficaz para recuperar criminosos, você concordaria com ele? A pergunta parece óbvia, mas pode se torna capciosa se adicionarmos alguns detalhes. E se esse tratamento fizesse isso de forma imediata, sem nenhum sofrimento ou intempérie para o preso, continuaria sendo uma alternativa válida? Vamos complicar um pouco mais as coisas, se a única outra alternativa fosse o encarceramento por longos anos em uma prisão de regime austero, de grande penúria, mas que fosse totalmente ineficaz, com taxa de reincidência de 100%, qual das duas alternativas você escolheria? Estamos discutindo a questão básica da função da Justiça em uma sociedade. A resposta perfeita seria uma solução que combinasse o melhor de cada coisa, mas infelizmente, as evidências científicas mostram, cada vez mais, o contrário. Por isso, não dá mais para fugir do assunto. É hora de fazermos nossa escolha. Se você acha que o principal papel de uma penalidade é fazer o meliante pagar pelo erro que cometeu, então seria ideal montar um sistema superlotado, com condições desumanas, onde os encarcerados sofressem o pão que o diabo amassou. Se esta for sua opção, então você deveria estar feliz, pois nosso sistema é exatamente assim. Mas você está tranquilo? Se sente seguro? O problema é que uma hora a pena acaba e se o criminoso não for recuperado, é mais um bandido na rua. Fazendo uma conta fria, mas correta, se a taxa de reincidência é de 70% e a população carcerária é de 500 mil para 200 milhões de habitantes, isso significa que é 280 vezes mais importante investir em presídios do que em policiamento. Ai é que o bixo pega. Todos os estudos internacionais mostram que quanto melhor as condições das prisões, maior a taxa de recuperação. A melhora da segurança pública passa, inevitavelmente, por um maciço investimento no sistema prisional. Mas enquanto o povo continuar se deliciando com os presídios decadentes, que político vai querer assumir essa ideia? O cidadão que reclama da falta de segurança e vibra com nossas cadeias moribundas e corrompidas é como aquele cara que não apanha o cocô do cachorro na calçada, faz a volta no quarteirão, pisa nas fezes, fica com raiva e sai reclamando do governo.

Mais matérias
desta edição