app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Opinião

Imagem peregrina

Em 2017 celebraremos os 300 anos do surgimento da imagem de N. Sra. Aparecida no Rio Paraíba a três simples pescadores, tornando-se assim, posteriormente, a padroeira do nosso País. Em virtude deste jubileu, réplicas feitas pelo Santuário em São Paulo est

Por | Edição do dia 18/09/2015 - Matéria atualizada em 18/09/2015 às 00h00

Em 2017 celebraremos os 300 anos do surgimento da imagem de N. Sra. Aparecida no Rio Paraíba a três simples pescadores, tornando-se assim, posteriormente, a padroeira do nosso País. Em virtude deste jubileu, réplicas feitas pelo Santuário em São Paulo estão peregrinando pelos estados e uma delas se encontra em Alagoas, dando-nos a oportunidade de estar mais próximos daquela que nos envolve com seu manto materno. Estes mês tivemos a oportunidade de tê-la na cidade de Porto de Pedras, na qual respondo como sacerdote. Quando a Virgem Maria foi à casa de Isabel para ajudá-la em seu período de gestação, sua prima assim exclamou: “Quem sou eu para que me visite a mãe do meu Senhor?!”. Cheia do Espírito Santo, disse também: “Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre”. Estes mesmos sentimentos impregnaram o povo de Deus na chegada da imagem ao nosso município. Algo tão simples, mas que cheio de amor profundo e devoção verdadeira, pude perceber em cada pessoa: um senso de gratidão a Deus pela oportunidade de termos sido contemplados com essa visita. Bem sabemos que a imagem não é a pessoa. Contudo, é fácil entender o acontecido, pois vivemos numa cultura imagética. Para nós, olhar aquela réplica é nos recordarmos da Mãe de Jesus Cristo e por isso dirigir preces a ela para que as leve ao seu filho Jesus. E o mais bonito é observar as graças alcançadas através dessa intercessão. A imagem de Nossa Senhora Aparecida se torna uma forma de motivação para que o povo realize suas orações e consequentemente os favores divinos serem derramados. Por onde a peregrinação tem acontecido, muitos testemunhos são narrados. Assim, fica fácil entender por que a Basílica em São Paulo é um dos maiores templos sagrados do mundo e consequentemente um dos mais visitados; É bem verdade que alguns não gostam deste tipo de devoção e chegam inclusive a dizer más palavras referindo-se à Virgem Maria. Contudo, o amor materno supera até mesmo a rejeição. Mesmo encontrando pessoas assim, a mãe de Jesus continua sendo também mãe de todos, pois desde que assumiu essa missão na cruz, temos visto seu olhar acompanhando a humanidade cotidianamente. Não somos órfãos! Temos uma mãe e aqui no Brasil a chamamos carinhosamente de Nossa Senhora Aparecida.

Mais matérias
desta edição