app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Opinião

Unanimidades Nacionais

DOM EDVALDO G. AMARAL * Dizia conhecido jornalista que toda unanimidade é burra. Na verdade, não é para concordar com tal afirmação. Graças ao bom Deus, o Brasil vive no momento presente algumas unanimidades, que eu gostaria de citar aqui e comentar um p

Por | Edição do dia 10/03/2002 - Matéria atualizada em 10/03/2002 às 00h00

DOM EDVALDO G. AMARAL * Dizia conhecido jornalista que toda unanimidade é burra. Na verdade, não é para concordar com tal afirmação. Graças ao bom Deus, o Brasil vive no momento presente algumas unanimidades, que eu gostaria de citar aqui e comentar um pouco. A primeira delas é a reconhecida necessidade de melhorar a segurança nacional. Por essa expressão, não se entende mais, como outrora, a segurança do Estado e de suas instituições do risco do inimigo externo, infiltrado pelas ideologias que atentavam contra a segurança do regime político vigente. Hoje, o que todos desejamos é a segurança do Cidadão contra o crime organizado, contra os seqüestros hediondos, contra a violência nas ruas, contra os assaltos às residências e aos transportes pú-blicos. Todos são unânimes em reconhecer que a polícia e as forças de segurança têm que ser mais poderosas que os bandidos, contar com equipamentos mais sofisticados e eficientes. A sociedade unanimemente não suporta mais esse clima de insegurança, que ronda as residências, os transportes coletivos, as escolas e os lugares públicos. Enfim, todos concordam que é preciso dar um “basta” ao poder e à audácia dos agentes do crime. Diante dos fatos recentes, envolvendo personalidades importantes na vida da República, o que me parece ser hoje também uma unanimidade nacional é o repúdio à corrupção na vida pública, aos escândalos de desvios de dinheiro do povo em operações desonestas de todos os tipos, os verdadeiros assaltos à Previdência e a outros órgãos, sobretudo da administração federal e da Justiça. Toda a nação está mobilizada para pedir severas medidas de contenção deste intolerável abuso, perpetrado pelos homens do poder, como também exigir o combate à corrupção na polícia e no Judiciário. Mas agora temos um belo exemplo de unanimidade nacional, que muito nos alegra e conforta e até promove nosso sentimento de patriotismo. Diante da calamidade que se alastra por todo o país da epidemia da dengue, vemos com alegria a união de todos os brasileiros, de todas as camadas da sociedade, no combate ao mosquito transmissor desta doença, que já fez várias vítimas, sobretudo na chamada Cidade Maravilhosa. São voluntários que se apresentam para combater o Aedes aegypti. São diversas iniciativas de esclarecer à população como extinguir os focos de propagação do mosquito letal. São promoções de atos públicos, passeatas, representações e outros recursos didáticos para suscitar a união de toda a população no combate à epidemia. Alegra-nos ver que todos, das crianças aos idosos, querem dar sua colaboração no combate ao inimigo comum da saúde e da vida dos brasileiros. (*) É ARCEBISPO DE MACEIÓ

Mais matérias
desta edição