Nº 0
Opinião

Como o tempo passa e logo chegou dezembro

.

Por MILTON HÊNIO. MÉDICO E INTEGRANTE DO CONSELHO ESTRATÉGICO DA ORGANIZAÇÃO ARNON DE MELLO | Edição do dia 30/11/2019 - Matéria atualizada em 29/11/2019 às 21h17

Chegou dezembro rapidamente. Parece que foi ontem que janeiro começou. “O tempo voa na asa do vento como um simples novelo de fumaça”, diz o poeta. Dezembro é um mês muito simpático porque ele mistura saudades, expectativas, balanços, alegrias, comemorações. Ele detona na gente vontade de viver, de amar, de sorrir, de abraçar e de cantar. Vontade de comprar tudo, de presentear a todos e tristeza de ver quanta gente sofre no mundo, quanto desamor, as pessoas esquecendo que a vida é uma passagem. Dezembro é um mês de balanços, realmente. Balanço financeiro e espiritual. O que fiz de certo? Prejudiquei alguém por práticas desonestas? Há balanços que dão muitas dores de cabeça, às vezes, para acertar as contas. Dezembro chegou trazendo o Natal e o Ano Novo. O tempo passou ligeiro. Vamos aguardar os novos tempos que estão vindo, com muita esperança.

Como a sinfonia precisa de cada nota, como o livro precisa de cada palavra, como o oceano precisa de cada gota d’água, como a colheita precisa de cada grão de trigo, a humanidade precisa de você, caro leitor, de cada pessoa, em qualquer condição social. Você é único, insubstituível, no seu trabalho, na sua profissão, dentro do seu lar, em qualquer lugar em que estiver.

O mundo está mudando. É impressionante. Vemos isso a cada dezembro, a cada final de ano. E a família sofre imensamente com essas mudanças. Maceió que era uma cidade tranqüila, e atualmente já tem apresentado uma série de motivos preocupantes para a comunidade alagoana, como assaltos, assassinatos e drogados. É que existem sociopatas espalhados em grande quantidade pelas ruas causando todo tipo de desordem. O tempo vai passando. O importante é caminhar de queixo erguido, acompanhando a marcha do tempo que é inexorável. Caminhando, se possível, sem sustos, sem desgostos, sem revoltas. Que importa a idade? Importa quem somos. O que somos. A alegria de viver, o espírito leve ajuda a conviver com os dias. O segredo do sucesso na vida de uma pessoa reside na sua persistência, na sua perseverança, na sua vontade incontrolável de conquistar seus objetivos.

Por isso, nunca desista de seus sonhos. Nunca desista de seus ideais. Nunca desista de viver. A vontade de Deus é que tenhamos vida em abundância. Nunca desista de amar. O melhor momento para se ver as estrelas é durante a escuridão. Quando tudo parece escuro e sombrio na vida, lembre-se da coragem do Cristo em enfrentar os obstáculos, lembre-se da beleza das estrelas e se guie pelo seu brilho. Dezembro é um mês de reflexão. De recomeço para o ano que se aproxima. Raul Seixas, o filósofo da música diz e eu passo para vocês: “Tenha fé em Deus, tenha fé na vida, tente outra vez”. Caminhe sonhando em fazer sempre o melhor porque sem sonhos a emoção envelhece.

Mais matérias
desta edição