app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Opinião

A Gazeta em minha vida

.

Por MILTON HÊNIO - médico e membro do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Mello | Edição do dia 22/05/2021 - Matéria atualizada em 22/05/2021 às 04h00

Completei 58 anos de formado. Obrigado Senhor! Era o dia 15 de dezembro de 1962, quando recebi o meu diploma de médico, pela nossa Faculdade de Medicina de Alagoas. Noite emocionante, pois meu pai gravemente doente, chorando muito, me fez a entrega do diploma. Resolvi fazer Pediatria, pois adoro cuidar de crianças. E comecei, então, a lutar. Maceió tinha na época, 60 mil habitantes e apenas 5 pediatras maravilhosos, dos quais Dr. Adail Pereira foi o meu grande mestre, Na tarde do dia 26 de setembro de 1980, fui visitar o Senador Arnon de Mello na Tv Gazeta para convidá-lo a uma solenidade na Sociedade de Medicina de Alagoas. Ele muito simpático e muito amável, aceitou o convite e conversamos bastante sobre a vida. No final, ele quem me fez um convite para eu escrever toda semana na Gazeta, um artigo sobre crianças ou outros temas. E ainda hoje o faço com imensa satisfação. E com o tempo, fui me integrando nos outros setores da Organização Arnon de Melo, como na Tv e Rádio, dando entrevistas sobre os cuidados com as crianças.

Como médico pediatra cuidei dos filhos do Pedro Collor e do Fernando, concluindo com as lindas Cecile e Celiny que completaram 15 anos bem recente. Após 10 anos de vivência na Gazeta, Fernando me convida para fazer parte do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Melo e ao lado de 6 maravilhosos amigos ainda hoje o faço, com imensa alegria no coração. Senti imensamente a partida do meu amigo-irmão Carlos Mendonça, que era presidente do referido Conselho. Dizia o grande Rui Barbosa: “Que vestígios deixa no ar, a folha levada pelo vento? Só o que escreveu nas almas não morrerá”. Assim, eu guardo na minha lembrança e no meu coração a imagem de todas as pessoas, em todos os setores em que convivi com elas durante todos esses anos. E as que atualmente estão a comandar a referida Organização Arnon de Mello (OAM): Luis Amorim – diretor-executivo, Fernando James - diretor-comercial da Gazeta, Claudemir Araújo - editor geral da Gazeta, Maria Gorette - diretora de jornalismo da TV Gazeta, Gilberto Lima - há 40 anos na Rádio Gazeta (hoje 98.3 FM Gazeta) e Fernando Collor, que é o sócio majoritário da OAM. É preciso ter capacidade de amar e sentir compreensão, de ter alegria e transmiti-la aos outros, de ter a certeza de que nossa vida serve a um propósito forte, e finalmente, ter a certeza de uma ligação com Deus. Tudo isso é que gera a felicidade interior. É isso que acontece com todos os meus amigos que trabalhavam e trabalham na Organização Arnon de Mello e sempre deram um sentido à vida. Viver é uma virtude. Que a felicidade seja a companheira de vocês a vida inteira. Precisamos sonhar e materializar nossos sonhos. O sonho só se torna realidade quando conduzidos pela estima, a compreensão e o entendimento, Isso é o que procurei fazer na Gazeta desde os primeiros dias, convivendo com José Barbosa, Ênio Lins, José Elias e tantos outros que ficaram inesquecíveis em minha vida. Que Deus nos ajude e que a nossa Organização Arnon de Melo continue proporcionando felicidade aos alagoanos.

Mais matérias
desta edição