app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Opinião

Sobre o Centenário de Breno Accioly

.

Por Edilma Acioli Bomfim - professora e membro da AAL | Edição do dia 15/06/2021 - Matéria atualizada em 15/06/2021 às 04h00

Alagoas comemora este ano o centenário de nascimento do escritor santanense Breno Accioly. E para celebrar a memória deste gênio da Literatura, está prevista uma série de ações culturais que envolverão os esforços de diversos parceiros: Academia Alagoana de Letras, Imprensa Oficial Graciliano Ramos, Eduneal, Prefeitura de Santana do Ipanema, Núcleo Zero Comunicação, Secretaria de Estado da Cultura e Secretaria de Estado da Educação.

A partir de julho próximo, será lançada a obra completa de Breno Accioly pela Imprensa Oficial Graciliano Ramos, com apoio da Eduneal e da Prefeitura de Santana do Ipanema. Graças a esse esforço conjunto, em breve, o público leitor poderá ter acesso a novas e caprichadas edições dos clássicos João Urso, Cogumelos, Maria Pudim, Cata-Ventos e Dunas, que há décadas se encontram fora do catálogo das grandes editoras nacionais, além de edições de três livros que permaneceram inéditos desde a morte prematura do autor, em 1966: Isabela (contos), Pedras (romance) e O caso do Guarda-chuva amarelo (contos). A Academia Alagoana de Letras, por sua vez, lançará uma edição especial de sua revista em homenagem a vida e a obra de Breno Accioly, com artigos escritos pelos imortais alagoanos. Também será lançada uma edição especial da revista Graciliano sobre o mestre da Literatura. Com muita alegria recebo um grande presente. A Imprensa Oficial Graciliano Ramos também irá publicar a segunda edição do meu livro Razão Mutilada – Ficção e loucura em Breno Accioly, ensaio literário fruto da minha tese de doutorado. Esgotada desde 2003, esta obra traz uma análise sobre o perfil psicológico dos personagens do livro de contos João Urso, sob o ponto de vista da psicologia analítica de Carl Gustav Jung. O projeto intitulado 100 Anos de Breno Accioly – O Gênio Indomável é a iniciativa mais ambiciosa da Imprensa Graciliano Ramos em 2021, porque além da publicação de todos os livros do escritor santanense, há uma série de ações comemorativas previstas que visam promover o resgate da memória de Breno Accioly, um dos maiores contistas brasileiros do século 20, segundo respeitados críticos como José Paulo Paes que diz: “Breno Accioly está para o conto brasileiro de hoje mais ou menos assim como Osvaldo Goeldi está para a moderna pintura do Brasil” . Por sua vez, o conterrâneo Graciliano Ramos, que não era de jogar elogios fora, diz que “A arte de Breno Accioly me faz pensar em coisas e figuras da terra onde ele nasceu: espinhosa, não se adapta a medidas, cresce fora da lei. Tem a bárbara firmeza do cangaceiro e a resistência agreste do mandacaru”. Também está programada a abertura de uma exposição biográfica itinerante, intitulada Breno Accioly 100 Anos – O gênio indomável que, ao longo do ano, percorrerá as quatro cidades em que Breno Accioly passou parte de sua vida: Santana do Ipanema, Maceió, Recife e Rio de Janeiro. Está previsto ainda o lançamento do filme João Urso, uma animação baseada no conto homônimo, que está sendo finalizada pelo Núcleo Zero Comunicação.

Mais matérias
desta edição