app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Opinião

O brasileiro é fanático por futebol

.

Por MILTON HÊNIO - médico e membro do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Mello | Edição do dia 12/11/2022 - Matéria atualizada em 12/11/2022 às 04h00

Está provado: Não existe nenhum país do mundo onde o povo seja tão entusiasmado pelo futebol como o Brasil. Há uma paralisação total de tudo e de todos, uma verdadeira hipnose quando nossa seleção está em campo numa disputa internacional. Olhos fixos na televisão somam-se alegria, tristeza, suores, tonturas, lágrimas, sorrisos e até parada cardíaca nos mais fanáticos. É natural da nossa gente esse sofrimento. É que o futebol emociona multidões e já nos presenteou várias Copas do Mundo. O gol é o maior símbolo do futebol, uma vez que ele faz explodir ao êxtase, onde tudo acaba e tudo começa; representa a morte do adversário, incute em nossa mente o sucesso de cada um, a vitória. A vivência de sofrer o gol e de fazer o gol se engloba numa mistura de sentimentos onde a tristeza e a alegria, frustrações e realidade, atingem polos inseparáveis do nosso processo sentimental. Não há esporte no mundo que fascine mais que o futebol e no Brasil ele é vida, doação total. Num país como o nosso em que os índices de sofridos é alarmante pela baixa renda que cada brasileiro possui, o futebol representa uma forma de ser feliz, de encontrar o motivo de satisfazer o seu ego. Daí, todas as classes sociais, brasileiros de todas as religiões, se unem fervorosamente quando o Brasil entra em campo, torcendo veementemente pela vitória de nossa seleção.

Vamos esperar, assim, que os nossos jogadores, os afortunados e os de pouco salário, lembrem-se do povo que os assiste e procurem oferecer o melhor de si em cada jogo, sabendo que estão dando felicidade aos brasileiros. Neste ano a Copa do Mundo tem sua sede no Catar, um dos países mais ricos, poderosos, cultos e organizados da Terra. No dia 24 de novembro, a nossa seleção inicia a grande luta pela conquista da famosa Taça. O futebol encanta de forma impressionante o brasileiro. O futebol tem uma riqueza simbólica extraordinária entre nós. As proezas físicas são admiráveis de se ver; a “fita” como se dizia na minha juventude que o jogador faz, o celebre drible enlouquece a platéia que, com gritos de alegria cada vez dizem olé, olé, olé... E o som ecoa pelo imenso estádio como um grito de liberdade. Um jogo de futebol é, pois, uma obra dinâmica. Nela o ser humano se lança em meio às mais variadas emoções, para esperar o gol. Defronte do aparelho de televisão o espectador faz desfilar todo um conjunto de emoções fundamentais. Pulos, gritos, mãos que se contraem, que amassam o rosto, lábios que se apertam, tudo isso vemos nos espectadores assistindo um jogo de futebol quando seu time querido disputa uma partida. Vamos, assim, vibrar em cada jogo. Nossa Pátria precisa ser mais conhecida pelo resto do mundo e o futebol é a única forma de fazê-lo rapidamente. O desafio será muito grande e a animação maior ainda. Avante Brasil!

Mais matérias
desta edição