app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Opinião

Os 365 dias de novidades .

.

Por Maurício Coloniezzi Erthal - Vice-diretor administrativo do Colégio Marista Rosário - RS | Edição do dia 05/01/2023 - Matéria atualizada em 05/01/2023 às 04h00

Quando recebemos um presente, até o mais adulto age com pura candura de infância e o desembrulha apressadamente ante a curiosidade que está por se descortinar. Esse interesse que faz brilhar o olho de qualquer um, ocorre por conta das infindas possibilidades de exploração que nos conduz a passos largos para novas experiências que podem se apresentar, se assim desejarmos.

De posse do que é recebido, embarcamos em novidades, quer sejam por fatos noticiosos ou por entregas. A alegria de presentear, também é igualmente contagiante. Curtir cada momento, da compra a embalagem, da entrega a revelação, é deveras emocionante para quem faz o gesto.

A novidade nos mobiliza, e, certamente, auxilia no bem-estar individual e coletivo. Ela dá esteio para recomeços, para autoria e até mesmo para conhecermos o que se apresenta pela primeira vez, com poder de nos distrair e de estimular altos níveis de serotonina, em busca de uma felicidade com destino a ser plena, mas que depende de movimentos mútuos.

Na rotina vivida das relações, por exemplo, cada dia é novo. Há sempre um lastro de esperança que se renova a cada olhar e compreensão, das palavras ditas e até das não ditas. Tudo serve de esteio para seguir adiante ou para se tomar novos caminhos. Assim, como propósito, investir no poder das palavras e não se iludir que a vida não terá seus percalços, são intimidades que devem caminhar juntas neste novo período que já está transcorrendo. E sobre a vida, Mario Quintana, poeticamente, emoldura e nos brindou com o seguinte excerto, ao tratar da pressa incitada pelo calendário e pelos ponteiros do relógio. “A vida é um dos deveres que nós trouxemos para fazer em casa”. E como diz o poema, clamamos para que dê tempo para que o dever, possa ser feito no tempo correto, e assim, as oportunidades estarão batendo insistentemente a nossa porta. Um novo ano tem sempre poder transformador para aqueles que o percebem como se presente fosse. São 365 dias de novidades envoltos na mais fina embalagem e com a indicação de que é possível desembrulhar a cada dia, uma parte de seu todo, sem a pressa da curiosidade. Não se trata de nos prendermos a uma visão romântica do que ainda está por vir, ou daquilo que nossos olhos ainda sem alcance, não podem prever. Nos é desejoso, que os comportamentos aqui grifados, sejam aspirações daqueles que recebem o seu presente dos sonhos e dele faz o melhor uso.

Mais matérias
desta edição