app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Opinião

Saúde das pernas em viagens longas .

.

Por Mary Falcão - médica cirurgiã vascular e angiologista | Edição do dia 29/11/2023 - Matéria atualizada em 29/11/2023 às 04h00

Com a chegada do final do ano, férias e feriados prolongados, as viagens de maior duração começam a aparecer nos planos de muitos brasileiros, no entanto é necessário que se dê a devida atenção à saúde vascular das pernas considerando trajetos que podem levar até mais de 6 horas. A falta de movimento, a pressão nas veias e outros fatores podem contribuir para desconforto e riscos à saúde.

Pessoas com varizes e histórico de trombose prévia e na família precisam se atentar ainda mais a essas situações e buscar orientação especializada antes de uma viagem longa, seja de avião ou por meios terrestres. Mulheres que fazem uso de anticoncepcionais, pessoas com obesidade, idosas, com histórico de trombofilia também devem consultar um angiologista antes de viajarem. Porém, não há necessidade para preocupação excessiva, pois com alguns cuidados os problemas podem ser evitados.

As meias elásticas funcionam como uma profilaxia mecânica para trombose, reduzindo o inchaço e o risco de trombose venosa profunda (TVP), além de ajudarem a melhorar o retorno do sangue venoso, mas para isso é importante que ela seja prescrita por um cirurgião vascular para indicar a altura, compressão e tamanho adequado em cada caso.

Também é recomendada a realização de exercícios de fortalecimento da panturrilha e, durante a viagem aérea, levantar-se e mover-se a cada hora e fazer movimentos com os pés, simulando uma caminhada, para favorecer a drenagem do sangue. Em alguns casos pode ser necessário o uso de anticoagulante.

Sentar-se com as pernas cruzadas por longos períodos pode dificultar a circulação sanguínea, por isso a dica é manter os pés no chão e alternar a posição das pernas regularmente.

Quando o percurso acontecer por meios terrestres, é importante aproveitar as paradas para esticar e alongar o corpo. Deve-se evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e cafeína que favorecem a desidratação, ingerir bastante água, optar por alimentos leves e saudáveis durante as viagens e evitar comidas salgadas e roupas apertadas nas regiões da cintura e das pernas.

Mais matérias
desta edição