app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Opinião

Conselho de Seguran�a do Nordeste

| PASCHOAL SAVASTANO * Os dirigentes da área de segurança pública e da defesa social dos Estados nordestinos acabam de se reunir em João Pessoa para avaliar ações contra a violência e a criminalidade que ameaçam nossa região. O Conselho de Segurança do

Por | Edição do dia 22/12/2005 - Matéria atualizada em 22/12/2005 às 00h00

| PASCHOAL SAVASTANO * Os dirigentes da área de segurança pública e da defesa social dos Estados nordestinos acabam de se reunir em João Pessoa para avaliar ações contra a violência e a criminalidade que ameaçam nossa região. O Conselho de Segurança do Nordeste - Consene defende a efetiva integração dos organismos policiais e a participação do Judiciário e do Ministério Público no campo dessa batalha. Todos estão convictos de que essa união é decisiva para se reduzir os índices que amedrontam a população. Trocar experiências sobre operações, lutar por recursos e desenvolver projetos representam os caminhos em que todos estão empenhados. As cobranças e as dificuldades se repetem em todos os Estados e se constituem desafios comuns. No encontro, foram também dissecados os temas: “Roubo e Furto de Cargas em nossas estradas” e as “Operações de Inteligência”, questões da agenda da atualidade. Foram apontados valiosos subsídios e medidas decorrentes de estimulantes experiências estaduais. A malha rodoviária precária da região favorece às ações dos assaltantes de cargas que causam enormes prejuízos às empresas e seguradoras, além dos lamentáveis atentados contra a vida humana. Trata-se de ação criminosa praticada há vários anos, agora encarada de forma sistemática e amadurecida. No território alagoano, notadamente na região de Messias, São Miguel de Campos e Arapiraca a polícia tem registrado várias ocorrências dessa espécie de delito. Dados gerais revelam que a preferência recai sobre cargas de cigarros, cosméticos e gasolina. As operações de inteligência destinam-se a dar suporte às atividades de investigação, favorecendo a prisão de criminosos e o desmantelamento do crime organizado. A criminalidade possui componentes e várias relações que necessitam ser previamente analisadas para merecer eficaz combate. As ações emergenciais formuladas neste início de gestão à frente da Defesa Social de Alagoas pregam “o esforço conjunto dos órgãos de inteligência da Polícia Civil e Militar, com a participação do Ministério Público.” Os Estados da região enfrentam os mesmos desafios. O Consene discute operações e estabelece caminhos a serem perseguidos. Incentiva esforços para reduzir a violência e dar um pouco da paz desejada por milhares de nordestinos. (*) É secretário de Justiça e Defesa Social de Alagoas.

Mais matérias
desta edição