app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Opinião

Uni�o e for�a - Editorial

Como exigido às mãos de um cirurgião cardíaco, é exigida às mãos da polícia e da justiça uma perfeita combinação de firmeza e delicadeza. Do mesmo modo que se seccionam artérias, veias, ventrículos, válvulas coronarianas e são isoladas das partes sãs as p

Por | Edição do dia 12/02/2006 - Matéria atualizada em 12/02/2006 às 00h00

Como exigido às mãos de um cirurgião cardíaco, é exigida às mãos da polícia e da justiça uma perfeita combinação de firmeza e delicadeza. Do mesmo modo que se seccionam artérias, veias, ventrículos, válvulas coronarianas e são isoladas das partes sãs as parcelas comprometidas, contaminadas, a separação entre as partes sãs e corrompidas de uma sociedade exige firmeza e delicadeza simultâneas. Erros, equívocos, vacilações, desarticulação de uma equipe são causa mortis implacáveis e recorrentes. No caso das operações policiais complexas, destinadas a seccionar parcelas apodrecidas (e de alta periculosidade) numa sociedade, a desarmonia, o excesso de delicadeza ou falta de firmeza, causam o fim de todo um projeto de combate ao crime organizado, e geram conseqüências desastrosas, com a penalização de inocentes e/ou a liberação de culpados, além da desmoralização das autoridades envolvidas nesse esforço. Alagoas continua mergulhada numa explosiva realidade de banditismo, e cada dia aumenta a sensação de que a sociedade está sendo sugada numa espiral de criminalidade. Por estas justíssimas razões, a sociedade alagoana cobra ações radicais, com resultados expressivos, no combate à matilha de bandidos que atormentam todo Estado. Neste cenário caótico, a união entre as polícias e a justiça é um elemento essencial – mais que isso, esta unidade é uma aspiração, crescente e unânime, em todas as camadas da sociedade alagoana. Deixar cindir esta ansiada unidade será um verdadeiro crime contra a cidadania. À justiça e às polícias devem ser dirigidos os apelos para que diferenças de interpretação sejam dirimidas com rapidez, no sentido de que as operações especiais (e as cotidianas) de combate ao crime não sejam interrompidas sob nenhuma hipótese. Esta unidade, real, prática, é a esperança dos alagoanos e das alagoanas de bem.

Mais matérias
desta edição