app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Opinião

Interiorizando - Editorial

Não podem restar dúvidas sobre a importância do funcionamento de centros de ensino superior no interior do Estado. Expandir a educação para todos os recantos de um estado, em todos os níveis, é essencial para a realização do anseio pelo desenvolvimento. H

Por | Edição do dia 23/02/2006 - Matéria atualizada em 23/02/2006 às 00h00

Não podem restar dúvidas sobre a importância do funcionamento de centros de ensino superior no interior do Estado. Expandir a educação para todos os recantos de um estado, em todos os níveis, é essencial para a realização do anseio pelo desenvolvimento. Há anos, esse esforço tem deixado marcas positivas em Alagoas, com experiências pioneiras, há décadas, em Arapiraca e Penedo. A interiorização da Universidade Federal de Alagoas pode ser considerada um avanço notável nesse esforço de descentralizar o ensino superior com a construção de pólos universitários de alto nível nas principais regiões do Estado. A Ufal tem história que orgulha os alagoanos e sua presença noutras cidades funcionará também como um destacado estímulo às fundações e demais escolas privadas de nível superior. Mais um passo é dado no sentido da democratização das oportunidades. Mas se iludirá quem supor a instalação de campi como uma panacéia para geração de empregos e renda. Os profissionais formados nas instituições de ensino superior precisam de mercado de trabalho, espaço criado apenas com o crescimento econômico, com a multiplicação dos empreendimentos produtivos. A própria universidade pode e deve ser uma parceira na construção das bases de um processo de desenvolvimento, mas nenhum pólo de ensino poderá, automaticamente, fazer brotar em torno de si, per si, postos de emprego e fontes de renda. A liberação das forças econômicas e a prosperidade não caem do céu, dependem de projetos exeqüíveis e capazes de unir a iniciativa privada e o poder público. Ao passo positivo dado com a instalação do campus da Ufal em Arapiraca devem ser dados, sem demora, outros passos no campo do planejamento econômico para a região. Sem isso, não se conseguirá trilhar caminho nenhum, apesar das esperanças despertadas agora.

Mais matérias
desta edição