app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Opinião

Quando se toca o coração .

Comunicação governamental é, sobretudo, instrumento de prestação de serviços à sociedade

Por Joaldo Cavalcante e Wendel Palhares - jornalistas, secretários de Estado e Executivo da Comunicação de Alagoas, respectivamente | Edição do dia 27/12/2023 - Matéria atualizada em 27/12/2023 às 04h00

Parte do sucesso de um bom governo passa por uma comunicação que se conecte com o espírito de seu tempo – “zeitgeist”, como o alemão conceitua. A busca por uma mensagem que mobilize cada vez mais os alagoanos, em 2024, é o desafio que se impõe à Secretaria de Estado da Comunicação de Alagoas. Jovens, adultos e idosos passam mais tempo no celular do que conversando com outras pessoas ou diante da TV, do rádio, de um jornal impresso, de um livro ou até mesmo de um site.

Como o Governo do Estado pode se fazer ouvir com sucesso em um mundo onde tudo está mais fragmentado, disperso e polarizado? Como se comunicar de forma eficaz numa realidade em que microinfluenciadores podem ter mais alcance que um jornal tradicional? Ciente da realidade imposta, a alma da comunicação do Governo de Alagoas segue seus propósitos de ser empática, zelosa e inovadora. Por isso, nossas peças institucionais foram premiadas em 2023, especialmente aquela produzida e estrelada exclusivamente por profissionais negros para marcar a passagem do 20 de Novembro.

No mundo cada vez mais virtual e sem fronteiras, devemos trabalhar com fatos, de modo que as pessoas se identifiquem com as ações governamentais em curso na vida real. Se há demanda por crédito para trabalhar, haverá informação para explicar onde e como buscar; se tem luta contra o preconceito, o governo vai estar ao seu lado; se precisa apontar o desenvolvimento, conte conosco para mostrar as oportunidades.

Da mesma forma que nosso planejamento de comunicação seguirá escudado em dados, buscando sempre conhecer cada alagoano, suas necessidades e o que toca seus corações. Se é jovem e está no TikTok, vamos cada vez mais falar com você, independentemente de sua crença ou localidade. O tradicional? Nos encontrará através de releases e fotos de qualidade. Se for de mais idade e um apaixonado pelo rádio, também estaremos lá. Queremos nos comunicar, tendo como princípios a verdade e a pluralidade, com mais apuração de informações, mais respeito às diferenças e mais inclusão.

No Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Comunicação, a Secom/AL já integra a campanha de combate à propagação de mentira e de desinformação, porque as chamadas fakes news geram prejuízos imensuráveis à vida da população, pois disseminam o ódio e a intolerância.

A Secom/AL também se estrutura para se conectar com mais eficiência às novas plataformas, ressignificando o uso de suportes mais tradicionais. Mesmo preservando a essência, sabemos que a mensagem chega de forma diferente, do panfleto às redes sociais e da TV ao som na porta dos mercados. O que mais importa é que seu direito à informação seja garantido e ampliado.

Em 2023, com apoio do governador Paulo Dantas, reestruturamos as assessorias de comunicação e atualizamos o piso salarial dos jornalistas, após longa defasagem. Qualificando e gerando mais informação e prestação de serviços, concluímos o ano alcançando um recorde histórico de 27,2 milhões de ‘impressões’ na Agência Alagoas, que é a plataforma oficial do Governo do Estado.

Ao planejar a comunicação do Estado de Alagoas, levamos em conta um preceito contido na carta constitucional, segundo o qual a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo e social. Nosso compromisso é o de continuar investindo na qualidade da informação.

Cultivamos, portanto, o dever de seguir orientando a população sobre a proteção da vida e da defesa de direitos; de seguir difundindo conteúdos que facilitem a vida de todos a economizar tempo e recursos públicos em nome do bem comum; de seguir, finalmente, entendendo a missão de ajudar o alagoano a fazer acontecer o seu melhor, porque a comunicação governamental é, sobretudo, instrumento de prestação de serviços à sociedade.

Mais matérias
desta edição