app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5757
Opinião

Retomada .

.

Por Editorial | Edição do dia 11/01/2024 - Matéria atualizada em 11/01/2024 às 04h00

O Ministério dos Transportes anunciou que a expectativa do governo é investir entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões em ferrovias e rodovias até 2026. Para 2024, a previsão é entregar e iniciar cerca de 60 projetos no segmento rodoviário, além da realização de 13 leilões de rodovias, com potencial de injetar R$ 122 bilhões em investimentos privados.

A notícia deve ser comemorada. A falta de qualidade da pavimentação das rodovias impacta no preço do frete e, consequentemente, no preço dos produtos para o consumidor final. Sem rodovias de qualidade, o consumo de combustível fóssil e a emissão de gases também aumentam, e esses prejuízos são calculados no âmbito da sustentabilidade, por meio do desperdício de óleo diesel.

Por outro lado, o transporte ferroviário, que foi negligenciado por décadas, começou a retomar seu protagonismo em 2023, com políticas específicas de incentivo e reconstrução. A expectativa é que, com a retomada das obras paralisadas, o Brasil atinja cerca de 35% das cargas transportadas por trilhos, como prevê a versão mais atualizada do Plano Nacional de Logística. Sem dúvida, um grande avanço.

Mais matérias
desta edição