app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Opinião

Valorização .

.

Por Editorial | Edição do dia 18/01/2024 - Matéria atualizada em 18/01/2024 às 04h00

Depois de tramitar 5 anos no Congresso Nacional, foi sancionada ontem a lei que estabelece as diretrizes para valorização de professores da rede pública. Plano de carreira, formação continuada e condições de trabalho, como jornada de 40 horas, foram asseguradas.

A lei também assegura piso atrativo e progressão que estimule a carreira e prevê que sejam consideradas as especificidades das redes de ensino e questões como atribuições adicionais e dedicação exclusiva na concessão de gratificações e adicionais.

Nos últimos anos, principalmente a partir da década de 90, houve significativos avanços na condição salarial do magistério no Brasil, principalmente com a criação do Fundef e depois do Fundeb, além da Lei do Piso. Entretanto, mesmo assim o professor brasileiro ainda recebe menos em comparação a outras profissões de nível superior. Essa desvalorização acaba se refletindo nas salas de aula.

A melhoria da qualidade da educação no País passa necessariamente pela valorização dos professores. É preciso fazer com que a profissão docente volte a atrair o interesse dos estudantes e não se torne apenas uma última opção.

Mais matérias
desta edição