app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Opinião

O calor e nossa alimentação .

.

Por MILTON HÊNIO - médico e membro do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Mello | Edição do dia 20/01/2024 - Matéria atualizada em 20/01/2024 às 04h00

Estamos em pleno verão. Isso significa calor, muito calor. As estações mais quentes causam mudanças no comportamento das pessoas e alterações nos hábitos alimentares são comuns nessa época do ano. Muitas pessoas tiram férias nesse período, e em algumas ocasiões não têm horário para dormir, acordar e nem se alimentar. Porém, para um verão sem riscos à saúde, jovens, adultos, crianças e idosos não devem descuidar da alimentação. No mais, haja água para hidratar os corpos, gostosos banhos de mar e de chuveiro, usufruir de nossas frutas e de nossa gostosa água de coco. Vivemos em uma região privilegiada porque a natureza nos ajuda a viver bons momentos, apesar do calor. O calor que tem feito, faz o nosso organismo perder muito líquido pelo suor. Sódio, potássio e cloro são elementos super necessários para o bom funcionamento do nosso corpo. E assim, eles necessitam ser substituídos diariamente através dos líquidos que nós bebemos e da alimentação. Uma das grandes fontes de substitutos desses elementos são as nossas gostosas frutas. E vivemos contornados por elas em abundância. Existe em nossa região uma riqueza imensa de gostosas frutas que enriquecem a alimentação do nosso povo: o caju, a manga, a laranja, o limão, o abacaxi, o mamão, a pinha, etc.

Uma das boas formas de hidratar o nosso organismo nesses dias de intenso calor é, além da ingestão constante de água, também da nossa saborosa água de coco. Porém, a água de coco, em decorrência de sua carga nutricional, deve ser consumida com moderação por diabéticos e hipertensos. Há de se afirmar que o calor extremo influencia diretamente as preferências alimentares. Assim sendo, ninguém vai optar por uma refeição pesada e quente em um dia escaldante. As pessoas buscam comidas leves, frescas e hidratantes.

Outro aspecto importante é a qualidade sanitária dos alimentos consumidos nesta época, especialmente fora de casa. Por causa das altas temperaturas, aumenta o risco de contaminação, ocasionando as doenças transmitidas por alimentos, mais conhecidas como gastroenterites (infecções, intoxicações).

Portanto, meu caro leitor, aprecie bem o verão, se hidratando com bastante água, frutas e consumindo uma leve e saudável alimentação. A sabedoria está em você saber dosar suas atividades neste verão e em sua caminhada terrena.

Mais matérias
desta edição