app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Opinião

É preciso ter paciência nos dias atuais

.

Por MILTON HÊNIO - médico e membro do Conselho Estratégico da Organização Arnon de Mello | Edição do dia 06/07/2024 - Matéria atualizada em 06/07/2024 às 04h00

Nos dias atuais, podemos perceber que a população cresceu, a luta pela sobrevivência aumentou e assim as pessoas ficam estressadas facilmente. Milhões de comprimidos de tranquilizantes são consumidos diariamente no Brasil. Para os laboratórios uma maravilha, lucros estrondosos. Para nós brasileiros, sinal de que andamos muito angustiados. À medida em que a situação econômica do país piora com o aumento de alimentos, da gasolina, do gás de cozinha, de medicação, aumenta também o número de pessoas com estresse, com emoções negativas, porque o dinheiro encurtou. Dessa forma, surge o indivíduo nervoso, impaciente com tudo e com todos.

Mais do que nunca, os tempos atuais exigem de cada um de nós muita paciência para enfrentarmos os problemas de nossa vida diária. Paciência no trânsito quando estamos apressados e nosso carro não consegue avançar; paciência dos pais com os filhos adolescentes e rebeldes que não querem ouvir conselhos; paciência quando a doença nos agride e custa a ir embora; paciência para conviver com os impacientes.

Assim é a vida moderna, um verdadeiro aprendizado de paciência. No entanto, a paciência é uma das virtudes necessárias e até indispensáveis no relacionamento com os outros e também consigo mesmo.

Viver é investir. A vida vai passando e assim precisamos a cada dia manter sempre os pensamentos positivos em mente, para não deixar que seja afetado o sistema imunológico. Temos uma existência que nos cabe assumir e administrar, retocando-a com esmero e lucidez como faz o artista com sua obra.

A vida se constrói na caminhada. Quando você estiver angustiado, impaciente, olhe para o alto, respire fundo, olhe para as estrelas, encharcando-se da imensidão do infinito.

Já houve quem dissesse que a paciência é a mais heroica das virtudes. Nem todos a possuem, somente aqueles que conseguem vencer a si mesmo. Eu, particularmente, definiria a paciência como a capacidade de sofrer e de esperar. De saber o momento certo para dizer, para ouvir, para interferir, para julgar, para decidir. Mas também é a arte da esperança. Nossa vida é um constante desafio à paciência e só devagar, conquistando cada minuto, é que vamos conseguindo vitórias.

Todos temos, em qualquer época de nossa vida, problemas, frustrações e tristezas. Fazem parte de nossa caminhada terrena. A sabedoria está em termos paciência, calma, para dar solução aos fatos que vão acontecendo. Então, meu caro amigo e leitor, procure semear amor, paz e alegria.

Mais matérias
desta edição