app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Polícia

Internos rendem monitores e�realizam fuga em massa do CRM

Após desligar o sistema elétrico do Centro de Ressocialização Masculina (CRM), às 22h de terça-feira, 34 internos daquele estabelecimento conseguiram escapar, usando pedaços de madeira e estiletes. Os 14 monitores que estavam de plantão, apesar do esfor

Por | Edição do dia 29/08/2002 - Matéria atualizada em 29/08/2002 às 00h00

Após desligar o sistema elétrico do Centro de Ressocialização Masculina (CRM), às 22h de terça-feira, 34 internos daquele estabelecimento conseguiram escapar, usando pedaços de madeira e estiletes. Os 14 monitores que estavam de plantão, apesar do esforço, não tiveram como evitar a fuga em massa. Durante a madrugada, 18 haviam sido recapturados, enquanto 16 continuam foragidos. A declaração é do diretor-geral do sistema Marcelo Severo, que acredita na recaptura dos foragidos. Ele disse também que, pelo menos, dez portas dos alojamentos foram arrombadas pelos infratores durante a fuga. “Não podemos ainda avaliar os prejuízos causados pelos infratores. Não havia sinal de rebelião e o clima entre eles era calmo. Todos já estavam recolhidos e de repente arrombaram as portas, alcançaram os corredores, desligaram a energia e fugiram pelo portão que dá acesso à horta, apesar do esforço dos monitores. Aliás, um deles chegou a ser agredido por um dos fugitivos. Temos nove deles na faixa de 18 anos (maior idade) recolhidos à Delegacia de Plantão e nove menores na Delegacia de Menores porque não temos no momento como removê-los para o CRM devido à falta de condições”, explica Marcelo Severo. O grupo preso durante a madrugada e levado para a Delegacia de Plantão relatou que a fuga ocorreu porque os internos do Centro de Ressocialização Masculina vêm sendo vítimas de maus-tratos por parte de alguns monitores. E que a direção, apesar de ter conhecimento, não faz nada para evitar a violência.

Mais matérias
desta edição