app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Polícia

Bandidos escolhem Alagoas para morar

O superintendente da Polícia Federal em Alagoas (PF-AL), Bergson Toledo, afirmou que a criminalidade vem aumentando no Estado com a participação de bandidos que aqui vêm para fixar residência, principalmente nas casas de veraneio. Ele afirmou, ainda,

Por | Edição do dia 08/09/2002 - Matéria atualizada em 08/09/2002 às 00h00

O superintendente da Polícia Federal em Alagoas (PF-AL), Bergson Toledo, afirmou que a criminalidade vem aumentando no Estado com a participação de bandidos que aqui vêm para fixar residência, principalmente nas casas de veraneio. Ele afirmou, ainda, que a migração começou quando o Presídio Baldomero Cavalcanti acolheu condenados de outras regiões, e pediu maior cautela por parte dos proprietários de imóveis na hora de fechar negócio, especialmente quando não tiverem conhecimento da procedência do cliente. Bergson Toledo explicou que, em virtude do trabalho desenvolvido pela polícia em Estados mais populosos, a tendência é os criminosos migrarem para outras regiões. “E a gente já vem sentindo isso no Nordeste”, destacou, acrescentando que com a criação do Conselho de Segurança do Nordeste (formado pelas polícias Federal, Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Rodoviária Federal), estabeleceu-se uma troca de informações e trabalhos em conjunto, que vêm dando resposta positiva ao combate dos crimes. “Tanto que, no caso específico de Alagoas, já foram desarticuladas várias gangues de assaltantes a bancos, Correios, casas lotéricas, entre outras”, citou. Aumento O superintendente da PF menciona que não foi coincidência o aumento do número de criminosos vindos de outros Estados para atuar em Alagoas ter ocorrido depois que o presídio Baldomero Cavalcanti acolheu condenados de outras regiões. “O que pode acontecer com a vinda desses presos, considerados de alta periculosidade, é a transmissão de práticas de crime dentro da instituição, criando, assim, um clima mais pesado para o Estado”, ressaltou Bergson Toledo, complementando que, eventualmente, alguns parentes envolvidos em crimes vêm para Alagoas no intuito de resgatá-los, ou tentar fornecer-lhes subsídios. Bergson Toledo destacou que os bandidos vindos de outros Estados com o objetivo de fixar residência em Alagoas normalmente procuram regiões periféricas, praias, ou casas que são alugadas por temporada. “Isso varia de acordo com a formação de cada criminoso”, considerou o superintendente da PF, acrescentando que a preferência não se dá apenas pelo gosto, mas também por causa da facilidade que o bandido encontra na locação das residências. Locatários podem ser bandidos “Muitos proprietários de imóveis estão interessados apenas no dinheiro, e não em verificar documentos, pedir informações ou entrevistar o locatário para fazer um simples cadastro”, explicou. “Mas se as pessoas têm uma casa para alugar, a melhor maneira ainda é procurar uma empresa do ramo, que realiza uma seleção mais rigorosa”, salientou Bergson Toledo, informando que aqueles que desejam fazer isso por conta própria, precisam solicitar documentos como CPF e identidade. “De posse dos documentos do locador, o proprietário deve se dirigir às polícias Federal ou Civil para comunicar que alugou o imóvel, e a instituição se encarregará de averiguar cada caso, de forma discreta. Isso vai evitar maiores constrangimentos”, concluiu.

Mais matérias
desta edição