app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Polícia

Identificados assassinos de servente

Uma guarnição do 8º Batalhão da Polícia Militar identificou como “Dodô” e “Del” os principais suspeitos da morte de Manoel Ferreira dos Santos. Ele residia em Rio Largo, distante 27 quilômetros de Maceió, e foi assassinado a tiros de revólver, calibre 38.

Por | Edição do dia 12/09/2002 - Matéria atualizada em 12/09/2002 às 00h00

Uma guarnição do 8º Batalhão da Polícia Militar identificou como “Dodô” e “Del” os principais suspeitos da morte de Manoel Ferreira dos Santos. Ele residia em Rio Largo, distante 27 quilômetros de Maceió, e foi assassinado a tiros de revólver, calibre 38. O crime aconteceu no último dia 8 de setembro (domingo), num trecho da Rua Napoleão Viana, no Tabuleiro do Pinto, naquele município, e está sendo investigado pelo delegado local Oldemberg Paranhos. O sargento PM Paulo Jorge descobriu os apelidos dos supostos matadores, através de diligências nas imediações da Rua Napoleão Viana. Inclusive, foi o referido militar o responsável pelo isolamento da área do crime e por arrolar as primeiras testemunhas, que serão ouvidas pela Polícia Civil, a exemplo de parentes da vítima. Os policiais militares não conseguiram identificar no entanto as causas do assassinato de Manoel Ferreira dos Santos, considerado por várias testemunhas como uma pessoa pacata, sem inimigos declarados e voltado, tão-somente, para seus próprios afazeres. A respeito dos acusados, as mesmas pessoas declaram ser elementos de índole agressiva e procedimento duvidoso, voltado para a prática de delitos. O delegado de Rio Largo já determinou a abertura de inquérito, notificou testemunhas e parentes da vítima, assim como solicitou ao Instituto Estácio de Lima a liberação do laudo cadavérico.

Mais matérias
desta edição