app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Polícia

Arecippo descarta exist�ncia de grupos de exterm�nio em AL

O secretário de Defesa Social, Antônio Arecippo, afirmou, ontem, que não há grupos de extermínio atuando em Alagoas e que as ocorrências registradas nos últimos dias são casos isolados que a polícia está investigando e buscando esclarecimento. Ele referiu

Por | Edição do dia 22/02/2002 - Matéria atualizada em 22/02/2002 às 00h00

O secretário de Defesa Social, Antônio Arecippo, afirmou, ontem, que não há grupos de extermínio atuando em Alagoas e que as ocorrências registradas nos últimos dias são casos isolados que a polícia está investigando e buscando esclarecimento. Ele referiu-se, principalmente, ao desaparecimento do carioca Roberto Carlos Santiago Leal, 38 anos, empresário do ramo de pesca, seqüestrado na noite da última terça-feira, na praia do Francês. Segundo a esposa do empresário, Juracélia Amélia da Silva, ele foi levado por quatro homens que ocupavam um Fiat Uno branco e se apresentaram como policiais. Os seqüestradores ainda tentaram levar a moto Honda do empresário, mas, devido à chegada de populares, resolveram deixá-la. Arecippo acrescentou que a polícia está empenhada no caso e que os diretores da Defesa Social conversaram pessoalmente com familiares do rapaz. O secretário afirmou ainda que o aparecimento de um cadáver não significa que grupos de extermínio estejam atuando em Alagoas (o referido cadáver, no caso, é do barman Wanderley Jordão Silva, 25 anos, encontrado na manhã de terça-feira no Loteamento Acauã). “Muitas vezes são fatos isolados, intrigas, problemas pessoais que culminam com o assassinato de um cidadão”. Na avaliação do secretário, com a realização de concurso público e a melhoria das condições de trabalho nas delegacias, a Defesa Social está começando a colocar em prática seu planejamento estratégico, o que permitirá dar uma resposta mais rápida à população. Antônio Arecippo lembrou que, apesar das dificuldades, a polícia alagoana tem dado respostas positivas à sociedade.

Mais matérias
desta edição