app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Polícia

Inseguran�a: Jaragu� recorre � mil�cia para enfrentar marginais

Famílias residentes no bairro do Jaraguá também pagam à “Milícia da Noite” para ter seu patrimônio garantido da ação de bandidos. Várias residências instaladas nas ruas Barão de Maceió e Santa Leopoldina têm em suas paredes um cartaz que identifica a re

Por | Edição do dia 25/09/2002 - Matéria atualizada em 25/09/2002 às 00h00

Famílias residentes no bairro do Jaraguá também pagam à “Milícia da Noite” para ter seu patrimônio garantido da ação de bandidos. Várias residências instaladas nas ruas Barão de Maceió e Santa Leopoldina têm em suas paredes um cartaz que identifica a residência que paga para ter segurança particular. A área é explorada comercialmente mas ainda há muitas residências. O comerciante Jailton Maurício Alves explica que paga mensalmente 5 reais a um vigilante que trabalha naquela localização durante a madrugada. “É um cidadão que cuida das casas e firmas e tem de certa forma nos proporcionado segurança com o advento da greve da Polícia Civil. Não tenho do que reclamar”, explica Jailton. Ele disse que muita gente recebe a mesma segurança e não tem reclamado contra a atividade do serviço, que é realizado todas as noites. Lembra ele que um dos vigilantes evitou um incêndio em uma empresa. “O bandido ateou fogo e fugiu. O vigilante entrou em ação e debelou as chamas”, enfatiza Jailton Maurício Alves, dono de uma firma no bairro do Jaraguá. Outras pessoas também pagam a taxa e não têm reclamado dos serviços oferecidos pela Milícia da Noite, que cresce a cada dia nos bairros de Maceió, como Vergel do Lago, Cambona, Brejal, Bom Parto e agora Jaraguá, que recebe proteção.

Mais matérias
desta edição