app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Polícia

Acusado de vender cola � capturado

Uma equipe da Polícia Militar de Alagoas, comandada pelo sargento Mironildes, prendeu em flagrante, na Rua do Comércio, centro de Maceió, na noite de terça-feira, Wagner José do Carmo, 18, com 330 ml de cola que estavam sendo vendidos para menores viciado

Por | Edição do dia 26/09/2002 - Matéria atualizada em 26/09/2002 às 00h00

Uma equipe da Polícia Militar de Alagoas, comandada pelo sargento Mironildes, prendeu em flagrante, na Rua do Comércio, centro de Maceió, na noite de terça-feira, Wagner José do Carmo, 18, com 330 ml de cola que estavam sendo vendidos para menores viciados. O acusado ainda tentou fugir da ação policial, mas acabou sendo dominado e conduzido para a Delegacia de Repressão às Drogas (DRD), onde está à disposição do delegado Alcides Andrade. Alguns menores, que estavam com ele, conseguiram fugir levando frascos com o produto. Apesar de ter sido preso em flagrante com cola de sapateiro, Wagner José do Carmo negou ser dono do produto e disse não ser viciado em drogas. “Minha prisão é um equívoco. Não sei quem são esses meninos que estavam próximos de mim quando fui preso. A cola não estava comigo e nunca fui preso”, afirma Wagner José do Carmo, que será interrogado pelo delegado Alcides Andrade, da Repressão às Drogas. Policiais que investigam o caso acreditam que o preso apesar de jovem deve estar ligado à venda de cola de sapateiro em vários pontos de Maceió, como no centro comercial, onde é grande o número de viciados no produto. “Ele não tem como negar nada. A cola estava em seu poder quando ele foi preso pela Polícia Militar”, enfatiza um policial, que trabalha nas investigações.

Mais matérias
desta edição