app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Polícia

PF homenageia ju�zes por combate ao narcotr�fico e � gangue fardada

A Superintendência da Polícia Federal em Alagoas prestou ontem homenagem aos juízes Helder Loureiro, Gerônimo Roberto e Hamilton Carneiro em função do trabalho de combate ao crime organizado no Estado. Os três magistrados atuaram em processos que envolv

Por | Edição do dia 02/10/2002 - Matéria atualizada em 02/10/2002 às 00h00

A Superintendência da Polícia Federal em Alagoas prestou ontem homenagem aos juízes Helder Loureiro, Gerônimo Roberto e Hamilton Carneiro em função do trabalho de combate ao crime organizado no Estado. Os três magistrados atuaram em processos que envolveram a gangue fardada e de narcotráfico. Para Helder Loureiro, o Estado foi ao longo dos últimos anos “enlameado por elementos inescrupulosos”, disse, referindo-se à gangue fardada composta por ex-integrantes da Polícia Militar e ao bando liderado pelo ex-delegado Carlos Camilo. “Tenho a consciência do dever cumprido”, afirmou o magistrado, que foi responsável pela condenação dos integrantes dos dois grupos criminosos a vários anos de prisão. O ex-tenente-coronel Manoel Cavalcante pegou 26 anos e o ex-delegado Camilo 69 anos. “Essa homenagem é uma demonstração de apreço e humildade por parte da Polícia Federal. Com isso, temos a convicção de que não devemos mudar em nada os nossos procedimentos”, afirmou o juiz Gerônimo Roberto, que também atuou no processo da gangue fardada. Para o juiz Hamilton Carneiro, o combate ao narcotráfico “representa um trabalho em prol da sociedade”, disse. O superintendente da PF, Bergson Toledo, destacou a atuação dos três magistrados, ressaltando que eles sempre estiveram à disposição da Polícia Federal no atendimento das atividades judiciárias.

Mais matérias
desta edição