app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Polícia

Taxista � assaltado e fica preso na mala do carro

O taxista Marcelo Nascimento, 30, escapou da morte na madrugada de sexta-feira (1h) após acertar uma viagem para o Conjunto Benedito Bentes com três assaltantes. Durante o trajeto, Marcelo foi colocado na mala do carro. Mas conseguiu sair uma hora depois,

Por | Edição do dia 05/10/2002 - Matéria atualizada em 05/10/2002 às 00h00

O taxista Marcelo Nascimento, 30, escapou da morte na madrugada de sexta-feira (1h) após acertar uma viagem para o Conjunto Benedito Bentes com três assaltantes. Durante o trajeto, Marcelo foi colocado na mala do carro. Mas conseguiu sair uma hora depois, no Conjunto Moacir Andrade, no Tabuleiro do Martins. O taxista conta que foi atraído pelos marginais no bairro do Farol. Eles ofereceram 25 reais para fazer a viagem. “Sou profissional e trabalho com a comunidade. Aceitei a viagem e no meio do caminho um deles anunciou se tratar de um assalto. Antes do Conjunto Benedito Bentes sofri todos os tipos de ameaças. Os elementos queriam que eu lhes desse um revólver que eu nunca tive em toda a minha vida. Por diversas vezes um deles apontou a pistola para a minha cabeça. Tomaram meu dinheiro, relógio e documentos. Além de terem danificado o meu carro que é o único meio de sobrevivência. Me colocaram na mala e abandonaram o veículo no Moacir Andrade”, relata Marcelo Nascimento. Outra profissão Ele disse que ao se ver livre manteve contato com uma equipe da Polícia Militar de Alagoas que estava passando naquele local por volta das 03h. Os militares realizaram diligências em vários locais, mas não conseguiram localizar os três marginais. Revoltado com o que lhe ocorreu, Marcelo Nascimento disse que está abandonando a profissão. “Preciso cuidar da minha vida. Escapei da morte graças a Deus. Tenho agora que encontrar outra atividade e tocar a minha vida”, explica Marcelo Nascimento.

Mais matérias
desta edição