app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Polícia

Funcion�rios de empresa s�o assassinados em bar

Dois funcionários da Distribuidora Alagoana de Produtos Alimentícios (Dapal), instalada na Serraria, foram executados com vários tiros, por volta das 23 horas da última sexta-feira, num bar localizado no Conjunto Eustáquio Gomes, no bairro do Tabuleiro do

Por | Edição do dia 13/10/2002 - Matéria atualizada em 13/10/2002 às 00h00

Dois funcionários da Distribuidora Alagoana de Produtos Alimentícios (Dapal), instalada na Serraria, foram executados com vários tiros, por volta das 23 horas da última sexta-feira, num bar localizado no Conjunto Eustáquio Gomes, no bairro do Tabuleiro do Martins. O vendedor Milton Muniz Neto, 21,que residia na Rua Almirante Barroso, no Tabuleiro do Martins, foi morto com sete tiros atingidos no tórax e na cabeça, enquanto o motorista Givaldo Gomes Ferreira, 21, que morava na Rua São José, naquele bairro, foi executado com três tiros na cabeça. Outro funcionário conhecido por Aldo conseguiu fugir da mira dos assassinos. Os corpos das vítimas encontravam-se, até a manhã desse sábado, no Instituto Médico Legal Estácio de Lima ( IML). De acordo com parentes, com base em informações de testemunhas, os funcionários foram mortos por um elemento chamado Tiago, conhecido por Lampeão, por praticar diversos assassinatos no bairro. Segundo eles, Tiago chegou ao bar acompanhado de um rapaz e duas mulheres e disparou vários tiros contra seus parentes. Eles disseram que seus familiares não tinham envolvimento com bandidos e nem inimigos que os levassem a praticar o assassinato. “Não sei o motivo que levou esse elemento a executar meus parentes. Os culpados precisam ser penalizados”, apelaram.

Mais matérias
desta edição