app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Polícia

Comerciantes do Mercado reclamam da falta de seguran�a

Os comerciantes e feirantes dos mercados públicos de Maceió reclamam dos prejuízos que vêm sofrendo com a falta de segurança. O diretor-presidente da Cooperativa dos Feirantes e Comerciantes dos Mercados Públicos de Maceió (Cofempuma), Eflex Rocha de Araú

Por | Edição do dia 15/10/2002 - Matéria atualizada em 15/10/2002 às 00h00

Os comerciantes e feirantes dos mercados públicos de Maceió reclamam dos prejuízos que vêm sofrendo com a falta de segurança. O diretor-presidente da Cooperativa dos Feirantes e Comerciantes dos Mercados Públicos de Maceió (Cofempuma), Eflex Rocha de Araújo, explicou que a situação é pior no Mercado da Produção, na Levada, onde só no último fim de semana foram registrados 20 furtos. Eflex Araújo afirmou que no dia 15 de julho solicitou à diretoria da Guarda Municipal o aumento do contingente de policiais para o Mercado da Produção. “No entanto, até hoje não tivemos resposta alguma”, declarou. Policiamento Ele reclama, também, da falta de apoio da PM. “Os policiais chegam ao Mercado e ficam sentados na administração ao invés de fazer o policiamento ostensivo”, reclama. Os comerciantes lembram que há algum tempo, quando a cooperativa contava com a parceria da PM e da Guarda Municipal, o número de furtos na localidade chegou a zero. “No entanto, de uns tempos para cá o policiamento diminuiu e os furtos voltaram a acontecer de forma ainda mais intensa”, afirmou Eflex Araújo. O diretor-presidente da Cooperativa dos Feirantes lamentou que até a prefeita Kátia Born já manifestou seu apoio ao aumento da segurança nos mercados. “No entanto, parece que a direção da Guarda Municipal e o comando da PM não estão interessados em melhorar o atendimento a população”, declarou.

Mais matérias
desta edição