app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Polícia

Vigia � assassinado com 22 golpes de faca

Sucursal Arapiraca – Atingido por 22 golpes de faca em várias partes do corpo, o vigia José Benício da Silva, 38, morreu às 10 do último domingo, dentro do bar e restaurante Espaço Verde, na Rua Zeferino Magalhães, centro de Arapiraca. O acusado de

Por | Edição do dia 15/10/2002 - Matéria atualizada em 15/10/2002 às 00h00

Sucursal Arapiraca – Atingido por 22 golpes de faca em várias partes do corpo, o vigia José Benício da Silva, 38, morreu às 10 do último domingo, dentro do bar e restaurante Espaço Verde, na Rua Zeferino Magalhães, centro de Arapiraca. O acusado de cometer o crime, dono do Espaço Verde, Sérgio Ricardo de Souza, 26, foi detido poucos minutos depois por uma guarnição da Polícia Militar, na Rua Antônio Marroquim, bairro Baixão, nos fundos do estádio municipal Coaracy da Mata Fonseca. Sérgio Ricardo foi levado para a 5ª Delegacia Regional de Arapiraca e autuado em flagrante por homicídio pelo delegado municipal, Robério de Lima Ataíde. O corpo da vítima foi necropsiado no Instituto Médico Legal (IML) e liberado para sepultamento. Sérgio explicou que o bar estava fechado, mas algumas pessoas comiam e ingeriam bebidas alcoólicas no local, inclusive José Benício, que era contratado de várias pessoas nas redondezas do bar. O acusado afirmou que se encontrava em estado de embriaguez e não se lembra da seqüência de golpes de faca, apenas de fatos ocorridos momentos antes do ato que vitimou José Benício. “Comecei a discutir com minha esposa e ele se intrometeu. Falei que o assunto era do casal e ele insistiu dizendo que eu não veria chegar a noite. Estávamos todos embriagados, e eu perdi o controle por causa da ameaça. As testemunhas disseram que matei e depois corri. Lembro somente da abordagem da polícia dando voz de prisão por assassinato”, declarou Sérgio Ricardo, acusado de homicídio.

Mais matérias
desta edição