app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Polícia

Policiais civis v�o decidir hoje rumos da paralisa��o

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) realiza hoje uma assembléia para decidir o rumo da greve que já dura quase dois meses. A assembléia acontecerá no auditório do Sindpol, antiga sede do sindicato (Rua Cincinato Pinto, 310 – Centro), a pa

Por | Edição do dia 18/10/2002 - Matéria atualizada em 18/10/2002 às 00h00

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) realiza hoje uma assembléia para decidir o rumo da greve que já dura quase dois meses. A assembléia acontecerá no auditório do Sindpol, antiga sede do sindicato (Rua Cincinato Pinto, 310 – Centro), a partir das 15 horas. Os policiais civis entraram em greve no dia 28 de agosto pelo cumprimento da data-base da categoria. A diretoria do Sindpol entregou ao governo uma pauta de reivindicação que cobrava reajuste salarial de 38%, aumento do número de horas do adicional noturno, correção da lei do subsídio e outros benefícios. Das reivindicações da categoria, o governo estadual pagou 1/3 de férias do ano de 1999, no mês de outubro e, em novembro, pagará o ano de 2000. Para a diretoria do Sindpol, as negociações tiveram avanços. “Recebemos os 16% do governo anterior, foi paga a diferença de 1/3 de férias de 1999 e será efetuado o pagamento de 2000, o abono família será pago ainda este ano”, revelou o presidente do Sindpol, Carlos Jorge da Rocha. O secretário do Gabinete Civil, Arnaldo Paiva, revelou que o governo irá modificar a data de concessão de reajuste dos policiais civis (data-base) de agosto para julho, para não coincidir com o período eleitoral. O secretário afirmou também que o governador Ronaldo Lessa e o secretário de Administração, Valter Oliveira, reconheceram as distorções na lei de subsídio da Polícia Civil, que prejudicam aposentados e policiais do último nível de carreira.

Mais matérias
desta edição