app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Polícia

Tr�nsito violento mata nove pessoas no fim de semana

Nove pessoas foram vítimas do trânsito e 15 sofreram ferimentos no fim de semana em Maceió e interior do Estado. Dia 17, Moema Lobo, 45, foi atropelada e morta na Avenida Jatiúca. Dia 18, Edvan Galdino Nascimento, 37, motorista, morreu em um acidente

Por | Edição do dia 22/10/2002 - Matéria atualizada em 22/10/2002 às 00h00

Nove pessoas foram vítimas do trânsito e 15 sofreram ferimentos no fim de semana em Maceió e interior do Estado. Dia 17, Moema Lobo, 45, foi atropelada e morta na Avenida Jatiúca. Dia 18, Edvan Galdino Nascimento, 37, motorista, morreu em um acidente de veículos em Barra de São Miguel. Manuel Ferreira Neto, 26, foi atropelado e morto em Arapiraca. Dia 19, Fábio Pereira Pontes, 26, foi vítima de atropelamento e morreu no Tabuleiro do Pinto (Rio Largo). Dia 20, José Aparecido Batista, 36, motorista, foi vítima de uma colisão na cidade de Satuba e teve morte imediata. O empresário musical Aurimendes Carlos de Andrade morreu numa colisão envolvendo um coletivo da Itapemirim e um caminhão no município de Messias. O empresário teve um dos braços arrancados no acidente, e causou ferimentos em outras pessoas que foram conduzidas para a Unidade de Emergência Armando Lages. No município de Flexeiras, Jairo Amaro Santos e Josivaldo dos Santos Ferreira morreram em um acidente envolvendo o Gol em que viajavam com um caminhão, segundo policiais que foram ao local cuidar da remoção dos cadáveres ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima. No município de Colônia de Leopoldina, José Flávio da Silva, 24, foi atropelado e teve morte imediata. Josefa da Silva, 57, foi vítima de acidente em Matriz do Camaragibe e está internada na Unidade de Emergência Armando Lages. IML registra 12 assassinatos O Instituto Médico Legal Estácio de Lima (Maceió) registrou 12 homicídios no fim de semana. Dia 18, Manuel Virgílio Santos, 42, foi morto a facadas em Passo do Camaragibe. Wilson Benilton, 19, foi executado a tiros no Jacintinho. Sebastião Alexandre, 48, foi morto a tiros na Cambona. No Pilar, Benedito da Silva, 36, foi morto a tiros na Fazenda São João. Dia 19, o professor José Adriano da Silva, 24, foi morto a tiros de pistola no bairro do Poço. Marcos Antônio da Silva, 31, estudante que residia na Avenida Guaxuma, no Benedito Bentes, foi executado com cerca de cinco tiros de revólver à queima-roupa. Dia 20, Guttenberg Marinho de Oliveira, 24, servente que morava na Travessa Progresso, no bairro da Serraria, foi emboscado e assassinado a tiros de pistola automática. O matador conseguiu fugir da ação policial. O guarda municipal Edriano Paulo da Silva, que residia na cidade de São José da Laje, foi morto a tiros próximo ao seu local de trabalho, por dois elementos que fugiram em uma moto. A polícia acredita que o funcionário da prefeitura local foi executado por engano. A polícia realiza diligências para tentar capturar os dois acusados no crime. Em Rio Largo, José Cícero, 33, que residia no centro, foi abatido a tiros de revólver. No município de Marechal Deodoro, José Cícero Benaldo, 22, que morava no Conjunto José Dias, foi morto a tiros. Em São Miguel dos Campos, José Ronilson morreu vítima de vários golpes de faca. José Carlos, 24, foi morto a tiros próximo à feirinha do Tabuleiro do Martins.

Mais matérias
desta edição