app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Polícia

PRF intercepta carro e frustra assalto a �nibus

Policiais rodoviários federais interceptaram, na última terça-feira, o veículo Fiesta, azul, placa MUJ 4638/AL, que era ocupado por três homens, não identificados, suspeitos de tentarem assaltar um ônibus da empresa Real Alagoas, que fazia a linha Recife/

Por | Edição do dia 24/10/2002 - Matéria atualizada em 24/10/2002 às 00h00

Policiais rodoviários federais interceptaram, na última terça-feira, o veículo Fiesta, azul, placa MUJ 4638/AL, que era ocupado por três homens, não identificados, suspeitos de tentarem assaltar um ônibus da empresa Real Alagoas, que fazia a linha Recife/Aracaju, nas imediações do quilômetro 95 da Rodovia BR-101, em Rio Largo. Segundo o plantão da PRF, o motorista da empresa, cuja identidade não foi revelada, percebeu que o veículo tinha deixado o acostamento e começado a acompanhar o ônibus, decidindo por informar à polícia o que estava acontecendo. Alertados pelo telefone da ação dos supostos assaltantes, policiais da Delegacia 13/2, sediada em Atalaia, responsáveis pelo patrulhamento de parte da Rodovia BR-101, iniciaram o trabalho de perseguição aos suspeitos, os quais entraram num canavial e abandonaram o veículo, assim que perceberam a aproximação da viatura. Houve um início de confronto, mas os ocupantes do Fiesta conseguiram fugir, embrenhando-se nas canas. Os policiais rodoviários federais recolheram o veículo ao posto da PRF de Atalaia e tentaram identificar o proprietário, visto que não existia até a manhã de ontem uma queixa de roubo ou furto do carro. O ônibus seguiu viagem, escoltado por uma viatura da Polícia Rodoviária Federal, até a divisa de Alagoas com Pernambuco. A reação imediata da PRF, segundo o plantão rodoviário, decorre da presença de viaturas integrantes de uma espécie de força tarefa, instalada recentemente pelas polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal, com o propósito de inibir a ação de assaltantes de ônibus e ladrões de carga no Estado.

Mais matérias
desta edição