app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Polícia

Vigia � assassinado a golpes de cano de ferro no Tabuleiro

O vigia Roque Simplício da Silva, 71, foi encontrado morto, na manhã de ontem, dentro de um quarto onde costumava descansar, no primeiro andar da empresa Sucroquímica, localizada na Avenida Durval de Góes Monteiro, no Tabuleiro do Martins. Seu cadáver a

Por | Edição do dia 30/10/2002 - Matéria atualizada em 30/10/2002 às 00h00

O vigia Roque Simplício da Silva, 71, foi encontrado morto, na manhã de ontem, dentro de um quarto onde costumava descansar, no primeiro andar da empresa Sucroquímica, localizada na Avenida Durval de Góes Monteiro, no Tabuleiro do Martins. Seu cadáver apresentava esmagamento dos ossos da cabeça e a polícia supõe que os criminosos usaram um cano de ferro para praticar o homicídio. O sargento PM Cássio, do 4º Batalhão, deslocou-se ao local da ocorrência, isolou a área e realizou os levantamentos preliminares. Segundo o militar, funcionários e diretores da empresa explicaram que Roque, há mais de dez anos, trabalhava na Sucroquímica. Há um mês ele tinha sido vítima de assalto à porta da firma, fato que levou o proprietário a pedir que tomasse mais cuidado, principalmente no horário noturno. “As suspeitas são de que ele se deparou com os marginais quando já estavam dentro do quarto e, por isso, foi assassinado”, admitiu um dos policiais da Delegacia do 4º Distrito, engajados nas investigações. Os diretores da Sucroquímica admitiram que da empresa os matadores de Roque Simplício da Silva nada levaram. Os produtos eram para um comércio específico e a maioria em tambores, o que dificulta a remoção. “Só se eles levaram objetos de uso pessoal e dinheiro da vítima”, advertiu um cidadão, que se identificou como proprietário. Peritos do Instituto de Criminalística examinaram o local e liberaram o corpo, que foi trasladado para o Instituto Médico Legal Estácio de Lima.

Mais matérias
desta edição