app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Polícia

Presos de Justi�a denunciam que passam fome em delegacia

Oito presos da Justiça, recolhidos no 10º Distrito Policial esperando pela transferência para o presídio, denunciaram, ontem, que estão passando fome e vivendo de forma desumana nas duas pequenas celas da distrital. Apesar de o delegado Manuel Bezerra t

Por | Edição do dia 01/11/2002 - Matéria atualizada em 01/11/2002 às 00h00

Oito presos da Justiça, recolhidos no 10º Distrito Policial esperando pela transferência para o presídio, denunciaram, ontem, que estão passando fome e vivendo de forma desumana nas duas pequenas celas da distrital. Apesar de o delegado Manuel Bezerra ter solicitado através de ofício a remoção dos presos com a maior brevidade possível. Mas ainda não foi atendido pelas autoridades da Justiça. Jeferson Lima de Oliveira Santos, Josiel de Oliveira e José Cícero dos Santos, todos envolvidos em homicídios, disseram que querem pagar sim pelos crimes que cometeram. Não querem privilégio. Mas não podem continuar passando fome e a situação tem que ser analisada pela Ordem dos Advogados do Brasil – secção-Alagoas. “Os policiais do distrito sempre colaboram com a gente, dando um pouco de comida. Mas não é obrigação. No presídio deve ter alimentação”, explica José Cícero dos Santos. Jeferson Lima de Oliveira disse estar preso há mais de dois meses vivendo em condições subumanas com os colegas de cela. “Somos de famílias pobres que não podem trazer nossa alimentação todos os dias. Então, a fome é nossa companheira. Queremos cumprir nossa sentença mas não passar fome. Espero que as autoridades da Justiça possam nos atender”, relatou Jeferson Lima de Oliveira, um dos presos.

Mais matérias
desta edição