app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

Pai pode responder por omiss�o

O jovem L.J.H., de 16 anos, que efetuou o disparo que matou, no último sábado (9), o também adolescente Lucas Lins, 16 anos, foi liberado pela promotoria e entregue aos pais após prestar depoimento. O caso aconteceu em um apartamento localizado na Jatiúca

Por | Edição do dia 13/02/2013 - Matéria atualizada em 13/02/2013 às 00h00

O jovem L.J.H., de 16 anos, que efetuou o disparo que matou, no último sábado (9), o também adolescente Lucas Lins, 16 anos, foi liberado pela promotoria e entregue aos pais após prestar depoimento. O caso aconteceu em um apartamento localizado na Jatiúca, enquanto os amigos consumiam bebida alcoólica e manuseavam uma arma de fogo pertencente ao pai de L.J.H., que pode vir a responder, segundo a polícia, por omissão de cautela. De acordo com a chefe de operações da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente da Capital (Decac), Zeina Oliveira, o fato de o pai do adolescente ter deixado a arma – um revólver calibre 38 – em um local de fácil acesso teria contribuído para que o crime acontecesse. “A arma está registrada, toda certinha, mas existe a possibilidade de o pai responder por omissão de cautela por ter deixado o revólver acessível aos adolescentes, o que não pode acontecer”, afirmou Zeina. Em depoimento, L.J.H. teria confessado ser o autor do disparo que matou o jovem Lucas, mas disse ter sido um tiro acidental. Ele ficou detido na Decac até a última segunda-feira. De lá, seguiu para o Fórum Desembargador Jairon Maia Fernandes, no Barro Duro, onde foi ouvido e, em seguida, liberado pela promotoria.

Mais matérias
desta edição