app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

Agricultora pode ter sido morta por filho

Coité do Nóia – A agricultora Francisca da Silva Santos, 41, assassinada a facadas na última quarta-feira, em Coité do Nóia, pode ter sido vítima de vingança. O crime não teve testemunhas, mas, mesmo assim, moradores das comunidades Barro Vermelho e Alago

Por | Edição do dia 03/05/2013 - Matéria atualizada em 03/05/2013 às 00h00

Coité do Nóia – A agricultora Francisca da Silva Santos, 41, assassinada a facadas na última quarta-feira, em Coité do Nóia, pode ter sido vítima de vingança. O crime não teve testemunhas, mas, mesmo assim, moradores das comunidades Barro Vermelho e Alagoinha atribuem a autoria do crime ao filho da vítima, que não teve o nome divulgado. Segundo informações da Polícia Militar, o corpo da agricultora foi localizado em uma estrada, entre os dois povoados, na noite de quarta-feira. Francisca da Silva estaria voltando do trabalho na roça quando teria sido surpreendida pelo assassino, que desferiu vários golpes de faca. A guarnição de serviço do Grupamento da PM no município recebeu um telefonema anônimo, denunciando que uma mulher havia sido esfaqueada pelo próprio filho, mas ao fazerem os primeiros levantamentos sobre o caso, nenhum morador da região confirmou ter presenciado o crime, e o suposto assassino não foi achado.

Mais matérias
desta edição