app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Polícia

Ambulante surdo � colhido por trem da CBTU na Levada

O ambulante Daniel Rodrigues dos Santos, 35, que residia em Atalaia, morreu, na manhã de ontem, nas imediações do Mercado da Produção, na Levada, ao ser colhido por um comboio da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). A vítima era surda e não ouv

Por | Edição do dia 22/11/2002 - Matéria atualizada em 22/11/2002 às 00h00

O ambulante Daniel Rodrigues dos Santos, 35, que residia em Atalaia, morreu, na manhã de ontem, nas imediações do Mercado da Produção, na Levada, ao ser colhido por um comboio da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). A vítima era surda e não ouviu o apito do trem, nem os gritos das pessoas que assistiram ao acidente. O carregador Cícero Vieira da Silva afirmou que eram aproximadamente 7h25, quando o trem se deslocou da estação de transbordo do mercado para o terminal. “A velocidade ainda era pequena, mas ninguém poderia imaginar que ele não saísse da frente da máquina”, lamentou a testemunha, acrescentando que Daniel costumava vender abacaxis ao lado dos trilhos. O corpo de Daniel Rodrigues dos Santos ficou preso, imprensado entre o motor da máquina e uma das rodas. “São 60 toneladas de ferro. Vai ser difícil de retirar”, comentou um policial ferroviário, enquanto os bombeiros de resgate tentavam retirar o cadáver para ser trasladado ao Instituto Médico Legal Estácio de Lima. Após quase meia hora de trabalho, os bombeiros amarraram o corpo do ambulante e solicitaram que o maquinista recuasse o trem por alguns centímetros, o suficiente apenas para fazer a remoção. “A maior preocupação era não causar mais lacerações no cadáver”, explicou um dos bombeiros. Policiais do Batalhão de Trânsito desviaram o tráfego para o Centro para evitar um tumulto maior no local.

Mais matérias
desta edição