app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Polícia

Pol�cia Civil registra cinco homic�dios no fim de semana

O Instituto Médico Legal Estácio de Lima (Maceió) registrou cinco casos de homicídio no fim de semana. Dia 23, O pedreiro Claudenilson da Silva, 30, que residia no Conjunto Mutirão, na Chã da Jaqueira, foi morto com vários tiros de revólver, por um homem

Por | Edição do dia 26/11/2002 - Matéria atualizada em 26/11/2002 às 00h00

O Instituto Médico Legal Estácio de Lima (Maceió) registrou cinco casos de homicídio no fim de semana. Dia 23, O pedreiro Claudenilson da Silva, 30, que residia no Conjunto Mutirão, na Chã da Jaqueira, foi morto com vários tiros de revólver, por um homem que fugiu em direção a um matagal e desapareceu. O crime está sendo apurado pelo delegado Fernando Artur, do 4º Distrito Policial. O segurança Messias Pereira Rocha, 34, que residia na Rua do Sossego, no Tabuleiro do Martins, foi emboscado e executado a tiros, próximo a sua residência, às 15h20. Uma testemunha disse que o matador fugiu a pé, levando a arma do crime na cintura. No IML, a família evitou falar sobre o homicídio. Dia 23, Josivaldo Ferreira, 37, foi atacado por dois elementos em um trecho do Distrito Industrial Luiz Cavalcante, no Tabuleiro do Martins, e morto com cerca de cinco golpes de faca-peixeira no tórax. A polícia não sabe ainda se ele foi vítima de assaltantes. O crime ocorreu por volta das 11h45, e o corpo foi encontrado por populares que acionaram policiais civis. O crime está sendo investigado pelo delegado Cícero Rocha, do 5º Distrito Policial, que instaurou inquérito e realiza diligências para tentar capturar os envolvidos no caso. Um parente, que esteve no Instituto Médico Legal Estácio de Lima para cuidar da liberação do cadáver, disse que a vítima era uma pessoa de bem e só pode ter sido atacada por bandidos que atuam naquela localização. Identificado apenas por “Nego Berg”, foi morto a tiros e facadas, na Grota do Estrondo, na Pitanguinha. Cícero dos Santos, 33, foi assassinado na cidade de Porto Calvo, a 98 km de Maceió, com vários golpes de faca. ### IML de Arapiraca recebe duas vítimas da violência Sucursal Arapiraca – O pedreiro José Nilson Oliveira da Silva, 23, foi assassinado, na tarde  do último domingo, na Praia do Peba, em Piaçabuçu, com dois tiros de espingarda calibre 12, deflagrados pelo vigilante de um posto de gasolina, ainda não identificado e que se evadiu do local tão logo cometeu o crime, que vem sendo investigado pela Delegacia Regional de Penedo. De acordo com informações de familiares da vítima, José Nilson residia em Maceió (bairro do Jacintinho) e estava a passeio na Praia do Peba. “Não sei por que razão ele foi assassinado. Não tinha inimigos”, afirmou Luiz Palmeira da Silva, pai da vítima. O corpo de José Nilson foi necropsiado ontem pela manhã. O IML de Arapiraca também recebeu o cadáver do agricultor Jailson Pereira da Silva, 28. Ele residia no Povoado Agreste, em Monteirópolis e morreu vítima dos vários golpes de faca-peixeira que recebeu no tórax e pescoço. Socorrido às pressas por populares, acabou sendo encaminhado ao Hospital Regional de Arapiraca (HRA), onde recebeu assistência, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. O crime teria sido motivado por uma discussão travada à mesa de um bar, na periferia da cidade. A polícia ainda não tem pistas nem tampouco sabe o nome do responsável pelas facadas.

Mais matérias
desta edição