app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

Montador que reagiu a assalto em Jati�ca morre no hospital

O montador Edvaldo Alves da Rocha, 30, que na quinta-feira passada, às 18h30, reagiu a um assalto na Rua Santa Fernanda, em Jatiúca, e foi agredido a golpes de cacete na cabeça pelo marginal, morreu na noite de quarta-feira, na UTI da Unidade de Emergênc

Por | Edição do dia 01/03/2002 - Matéria atualizada em 01/03/2002 às 00h00

O montador Edvaldo Alves da Rocha, 30, que na quinta-feira passada, às 18h30, reagiu a um assalto na Rua Santa Fernanda, em Jatiúca, e foi agredido a golpes de cacete na cabeça pelo marginal, morreu na noite de quarta-feira, na UTI da Unidade de Emergência Armando Lages. Ontem, o gráfico Eraldo Porfírio Santos Filho, 34, que é primo da vítima, esteve no Instituto Médico Legal Estácio de Lima, revoltado pediu um maior empenho da polícia no combate à criminalidade. “Meu primo era um homem trabalhador. No dia em que foi atacado havia recebido seu salário, em torno de 600 reais, e voltava para casa na Rua Santa Fernanda. Antes de chegar em casa foi assaltado e reagiu, o que é comum nestes casos. Mas recebeu vários golpes de cacete na cabeça e foi socorrido para o hospital, onde acabou falecendo”, lamenta o gráfico Eraldo Porfírio Santos Filho. Crimes O IML também recebeu o cadáver de Alexandro Vital de Araújo, 20, que foi morto a tiros às 20h de quarta-feira, no Conjunto Graciliano Ramos, no Tabuleiro do Martins. O crime está sendo investigado pelo delegado Manuel Bezerra, que instaurou inquérito e hoje começa a interrogar uma importante testemunha. No Instituto Médico Legal Estácio de Lima, para onde o cadáver foi trasladado, a família evitou falar sobre o assassinato.

Mais matérias
desta edição