app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

Boatos espalham terror em bairro

Após o triplo homicídio na Grota do Cigano, uma onda de boatos circulou pelo Jacintinho, amedrontando comerciantes e os moradores. A maioria das lojas fechou as portas no início da tarde e não mais abriu ontem. Por todas as ruas, falava-se na possibilidad

Por | Edição do dia 01/10/2014 - Matéria atualizada em 01/10/2014 às 00h00

Após o triplo homicídio na Grota do Cigano, uma onda de boatos circulou pelo Jacintinho, amedrontando comerciantes e os moradores. A maioria das lojas fechou as portas no início da tarde e não mais abriu ontem. Por todas as ruas, falava-se na possibilidade de um grande arrastão e de um novo tiroteio no bairro. Vários chamados foram feitos à Polícia Militar e uma operação foi articulada às pressas, mobilizando diversos batalhões e o helicóptero da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), mas nada foi confirmado. Aos poucos, quem morava no Jacintinho ficou sabendo dos boatos e, em pouco tempo, a falsa notícia se espalhou. As mensagens de terrorismo ganharam as redes sociais e viralizaram por mensagens instantâneas em aparelhos celulares. Pelo WhatsApp, aplicativo muito usado em smartphones, circulou a informação de que o suposto líder do tráfico da localidade teria ordenado que a população fizesse saques, manifestação e depredação em lojas e residências. A mensagem pedia atenção redobrada – ou até evitasse passar pela região. Um arrastão estava previsto para acontecer na principal via do Jacintinho, a Avenida Cleto Campelo e um protesto na Avenida Comendador Gustavo Paiva, em Mangabeiras. O boato dizia ainda que vândalos estavam atirando pedras em veículos que passavam pela Avenida Leste Oeste. O teor dessa mensagem foi repassado à polícia e diversas viaturas foram mobilizadas. Durante toda tarde de ontem, militares do Batalhão de Polícia de Eventos (BPE), do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRP), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) reforçaram o policiamento no local. A previsão dos comandantes das unidades é que o efetivo continuasse na patrulha durante a noite, a madrugada e o dia de hoje.

Mais matérias
desta edição