app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Polícia

Acusado de liderar grupo de exterm�nio � solto

Quase três meses após ganhar notoriedade por assumir e denunciar crimes, na zona sul da capital alagoana, o suplente de vereador Eliseu de Oliveira Barbosa Filho, o Júnior Barbosa, está em liberdade. Ele deixou a cadeia na última segunda-feira, mas a info

Por | Edição do dia 08/11/2014 - Matéria atualizada em 08/11/2014 às 00h00

Quase três meses após ganhar notoriedade por assumir e denunciar crimes, na zona sul da capital alagoana, o suplente de vereador Eliseu de Oliveira Barbosa Filho, o Júnior Barbosa, está em liberdade. Ele deixou a cadeia na última segunda-feira, mas a informação só vazou na manhã de ontem. À época, outras oito pessoas também ligadas aos crimes foram presas. Todas apontaram-no como mandante e até executor de uma das mortes. Júnior Barbosa estava recolhido ao presídio Cyridião Durval, após se apresentar e confessar o envolvimento na morte de jovens, supostamente ligados ao tráfico de drogas. À época, ele teve a prisão temporária decretada pela Justiça, a pedido do presidente do inquérito, delegado Denisson Albuquerque, em solicitação encaminhada ao Ministério Público Estadual (MPE). Inicialmente no prazo de 30 dias, a prisão foi prorrogada, mas expirou e o acusado ganhou a liberdade. Ontem, a Gazeta buscou contato com o delegado responsável pelas investigações, mas ele se encontrava em viagem. A assessoria da Polícia Civil, também tentou apurar se será solicitada uma nova prisão, já que o suplente de vereador é considerado um “arquivo vivo”. CONFISSÃO Quando falou à imprensa sobre as mortes, Júnior Barbosa não só assumiu sua ligação com os homicídios, como também tentou ligá-las a políticos e autoridades do Judiciário. Entretanto, durante o curso das investigações, isso não ficou comprovado. Quando se apresentou ao Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), Júnior Barbosa também disse ser vítima de uma perseguição política.

Mais matérias
desta edição