app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Polícia

Pistoleiros matam comerciante em mercadinho com sete tiros

O comerciante Edmilson Marques Nunes Pereira, 39, proprietário do Mercadinho Mensageiro da Paz, localizado no Conjunto Gama Lima, no Tabuleiro do Martins, foi assassinado com sete tiros de pistola calibre 380, às 20h40 de terça-feira, dentro do seu esta

Por | Edição do dia 07/03/2002 - Matéria atualizada em 07/03/2002 às 00h00

O comerciante Edmilson Marques Nunes Pereira, 39, proprietário do Mercadinho Mensageiro da Paz, localizado no Conjunto Gama Lima, no Tabuleiro do Martins, foi assassinado com sete tiros de pistola calibre 380, às 20h40 de terça-feira, dentro do seu estabelecimento comercial, por dois pistoleiros que fugiram em um Fiat Uno, quatro portas. Adeildo Marques da Silva, 32, cunhado do comerciante e que estava na hora da execução, foi ferido com um tiro na barriga, mas está fora de perigo. Segundo ele, os dois matadores já entraram no mercadinho disparando suas armas contra ele e o cunhado, que morreu logo após dar entrada na Unidade de Emergência Armando Lages. “Meu cunhado estava sentado em uma cadeira quando aconteceu a invasão ao seu mercadinho. Os dois bandidos entraram atirando e fui ferido, mas graças a Deus estou fora de perigo. Não se trata de assalto porque nada foi roubado. Acredito que o crime foi encomendado. Meu cunhado era um homem de bem que pagava suas contas e não tinha problemas”, relata, revoltado, Adeildo Marques da Silva, testemunha ocular da invasão ao mercadinho. Edmilson era evangélico e muito conceituado no Conjunto Gama Lins, onde residia com a família. O delegado Manuel Bezerra, do 10º Distrito Policial, que investiga o caso, determinou abertura de inquérito e começou a investigar o assassinato. A informação de que o crime foi cometido devido à concorrência está sendo alvo de profunda investigação porque a polícia checa todas as possibilidades possíveis para poder esclarecer os fatos.

Mais matérias
desta edição