app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Polícia

�nibus atropela e mata dois ciclistas na Rodovia BR-316

Ademir Marcelino dos Santos, 24, pedreiro, e Cristiano Silva Souza, 24, servente, que circulavam em uma bicicleta às 22h do domingo, próximo à Polícia Rodoviária Federal, foram atropelados por um ônibus de placa BGB-4808-AL e tiveram morte imediata. O mot

Por | Edição do dia 12/03/2002 - Matéria atualizada em 12/03/2002 às 00h00

Ademir Marcelino dos Santos, 24, pedreiro, e Cristiano Silva Souza, 24, servente, que circulavam em uma bicicleta às 22h do domingo, próximo à Polícia Rodoviária Federal, foram atropelados por um ônibus de placa BGB-4808-AL e tiveram morte imediata. O motorista, segundo a PRF, fugiu do flagrante no próprio coletivo e está sendo procurado pela polícia. Ademir Marcelino dos Santos e Cristiano Silva Souza eram amigos e se dirigiam para o Conjunto Clima Bom, no Tabuleiro do Martins, onde residiam, quando tiveram a bicicleta atingida causando as duas mortes. No Instituto Médico Legal Estácio de Lima, um parente disse que Ademir era o carona na bicicleta de Cristiano. “Os dois estavam sempre juntos e por azar morreram da mesma forma”, lamenta um amigo das vítimas. Ontem, a Polícia Rodoviárias Federal enviou Boletim de Ocorrência para a Delegacia de Acidentes, que instaurou inquérito neste sentido. A origem do coletivo foi identificada e o seu proprietário será intimado para prestar depoimento. O nome do motorista está sendo mantido em sigilo, mas será revelado assim que ele se apresentar às autoridades policiais. Uma testemunha disse à polícia que o motorista dirigia além do limite permitido na BR-316 (Tabuleiro do Martins). No município de Maribondo (distante 94 quilômetros de Maceió), o motorista Paulo José Melo, 34, foi vítima de uma colisão envolvendo dois veículos que não tiveram nem as placas e nem as marcas fornecidas pela polícia. Paulo José Melo, segundo Boletim de Ocorrência, teve morte imediata e o cadáver foi trasladado para o Instituto Médico Legal Estácio de Lima. Os três casos de morte no trânsito estão sendo investigados pela Polícia Civil.

Mais matérias
desta edição