app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Polícia

Cad�ver � “desovado” com sinais de enforcamento e tiros

O corpo de um adolescente foi achado, na manhã de ontem, apresentando sinais de enforcamento e perfurações à bala de calibre 38, num terreno baldio, no final da Rua Alice Carolina, próximo a dois campos de futebol, no Village Campestre II, Tabuleiro do Ma

Por | Edição do dia 21/03/2002 - Matéria atualizada em 21/03/2002 às 00h00

O corpo de um adolescente foi achado, na manhã de ontem, apresentando sinais de enforcamento e perfurações à bala de calibre 38, num terreno baldio, no final da Rua Alice Carolina, próximo a dois campos de futebol, no Village Campestre II, Tabuleiro do Martins. O sargento PM Rodrigues, que atendeu a ocorrência, revelou que a vítima foi identificada como Fábio Alves dos Santos, 17, que residia no Conjunto Gama Lins, Quadra 38, número 18, no Tabuleiro do Martins. Salete Alves dos Santos, mãe de Fábio, reconheceu o cadáver do filho que, segundo ela, havia saído de casa, na última terça-feira, pela manhã, dizendo que ia trabalhar. “Um casal foi à procura dele para trabalhar como servente. Como não voltou, fiquei preocupada”, declarou ela. Desesperada, Salete revelou à guarnição da Polícia Militar que existe um matador agindo na área do Conjunto Gama Lins e é o tal justiceiro que atribui o assassinato do filho. Ela informou que Fábio esteve preso na Delegacia da Infância e Adolescência porque estava, à noite, sem documentos. “Falei com a delegada Aureni Moreno, e ela libertou meu filho. “Se ele morreu assim foi porque andava com pessoas erradas”, lamentou Salete.

Mais matérias
desta edição